quinta-feira, 17 de outubro de 2019

De olho na final da Quarta Divisão, Fernandópolis crê em fator casa para tirar vantagem do Marília


Valendo vaga na Série A3 (Terceira Divisão) do Campeonato Paulista de 2020, Fernandópolis (mascote acima) e Marília se enfrentam no domingo (20/10), às 10 horas, no estádio Cláudio Rodante, na cidade de Fernandópolis, no segundo jogo das semifinais da Quarta Divisão, a popular Segundona.

No duelo da ida, com gols de Ícaro e Lucas Lima, o MAC venceu por 2 a 0, no estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, o Abreuzão, na cidade de Marília. Com esse resultado, a equipe maqueana pode até perder por um gol de diferença para conquistar seu objetivo, enquanto o Fefecê precisa vencer por dois ou mais gols de diferença.

Quem passar, além de garantir o tão sonhado acesso, fará a final da competição com o vencedor da outra semifinal, que acontecerá em Jundiaí, entre Paulista e Flamengo, que na ida perdeu em Guarulhos também por 2 a 0.

Fefecê invicto como mandante

Atuando em casa, o Ferndandópolis ainda não perdeu. O time alvi-anil conquistou nove vitórias e quatro empates em 13 partidas, média de 79,48% de aproveitamento. A Águia marcou 25 gols e sofreu apenas 5.

Das nove vitórias como mandante, seis delas foram por diferença de dois ou mais gols - 3 a 0 no Andradina; 2 a 0 no América; 4 a 0 no Bandeirante; 3 a 1 no Tupã; 3 a 0 no Catanduvense e 3 a 0 no Rio Branco.

Visitante Indigesto

O MAC (mascote acima), por sua vez, tem 61,11% de aproveitamento como visitante. Fora de casa, o Tigre conquistou seis vitórias, três empates e sofreu três derrotas. A equipe alviceleste assinalou 16 gols e sofreu 13.

Nesta temporada, o Marília sofreu apenas três derrotas em 25 partidas que disputou. O único revés por mais de um gol de diferença, foi pelo placar de 3 a 1 diante da Francana, fora de casa, na terceira fase.

MAC leva pequena vantagem no retrospecto

Rivais desde 1986, Fernandópolis e Marília se enfrentaram oficialmente em 17 ocasiões, sempre em jogos do estadual, entre Séries A2, A3 e B1 (atual Segundona). O MAC leva pequena vantagem no retrospecto, com seis vitórias, contra cinco do Fefecê e seis empates.

Além da pequena desvantagem histórica, a Águia fernandopolense nunca venceu o Marília por dois ou mais gols de diferença.

Por outro lado, em casa, o Fefecê perdeu apenas uma vez para o Tigre. Na história, o Fernandópolis recepcionou o MAC em oito oportunidades, com três vitórias, quatro empates e um revés. A única derrota em casa para o rival foi em 1988, por 1 a 0, pelo Campeonato Paulista da Divisão Especial, atual Série A2. 

No último encontro entre eles no estádio Cláudio Rodante, o Fernandópolis levou a melhor vencendo por 1 a 0, na primeira fase da Série B1 (atual Segundona) de 1999, ano que o MAC conquistou acesso à Série A3, como vice-campeão.




Fonte: Luiz Carlos Éden - Sorocaba (SP)

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Depois do São Caetano, Mirassol e EC São Bernardo também estão nas semifinais da Copa Paulista



Faltando apenas uma rodada para o encerramento das quartas de final da Copa Paulista, três vagas nas semifinais já estão definidas. O São Caetano, que já estava classificado, agora também está acompanhado do vizinho EC São Bernardo (mascote acima) e do Mirassol.

Na última rodada, o XV de Piracicaba, que está com uma das mãos na última vaga, só precisa do empate, em casa, diante do classificado EC São Bernardo, para confirmar a sua vaga. O Comercial, que ainda sonha, terá de contar com milagre, goleando o Linense, em Ribeirão Preto, e torcendo por derrota do Nhô Quim. Missão quase impossível.

Na quarta-feira (16/10), jogando no estádio Primeira de Maio, na cidade de São Bernardo do Campo, o EC São Bernardo, que pela primeira vez disputa a Copa Paulista, confirmou sua vaga nas semifinais ao vencer o Comercial por 2 a 0, gols de Felipinho e Wesley, pelo Grupo 9.

Com o resultado, o EC São Bernardo, do técnico Renato Peixe, se isolou na liderança, com 11 pontos, graças a derrota do vice-líder XV de Piracicaba, em Lins, para o eliminado Linense por 3 a 1.

Mostrando muito brio, o Linense fez 1 a 0, gol de Valdir. Porém, Macena deixou tudo igual. Mas na reta final do segundo tempo, o Elefante da Noroeste marcou dois gols no Nhô Quim, com Gustavo Prata e Tiago e impediu a classificação antecipada do rival.

Mesmo perdendo, o XV de Piracicaba, com oito pontos, segue na vice-liderança, com três gols de saldo. O terceiro é o Comercial, com cinco pontos, mas saldo de gol negativo de quatro gols. Ou seja, não basta o Bafo ganhar a última rodada e o Nhô Quim perder. É preciso tirar essa enorme diferença de gols para a segunda vaga ficar em Ribeirão Preto.

GRUPO 9

1º EC São Bernardo - 11 pontos (classificado)

2º XV de Piracicaba - 8 pontos
3º Comercial - 5 pontos
4º Linense - 3 pontos

Última rodada:
Comercial x Linense
XV de Piracicaba x EC São Bernardo




Pelo Grupo 10, a última rodada será amistosa. Afinal, o São Caetano, que já estava classificado, venceu o clássico contra o eliminado Santo André por 2 a 1, e garantiu a liderança da chave, com 13 pontos.

Clayton e Marlon, cobrando pênalti, fizeram os gols do Azulão. Já o Ramalhão descontou com Vitor Vieira.

Já a segunda vaga ficou com o Mirassol (mascote acima), que jogando ao lado da sua torcida, ficou no empate com a Ferroviária, que precisava vencer, por 2 a 2. Gabriel Taliari e Rafael Silva marcaram para o Leão, enquanto Felype Hebert e Léo Jaime deixaram tudo igual para a Locomotiva.

GRUPO 10

1º São Caetano - 13 pontos (classificado)
2º Mirassol - 8 pontos (classificado)

3º Ferroviária - 4 pontos
4º Santo André - 3 pontos

Última rodada:
São Caetano x Mirassol
Ferroviária x Santo André

Baraka está animado com crescimento de produção do Vitória na Série B


O primeiro turno do Vitória na Série B do Campeonato Brasileiro foi repleto de derrotas. Muitas trocas de treinadores e reformulação do elenco. Mas, neste returno, finalmente a equipe cresceu de produção, deixou a zona do rebaixamento e vai aproveitando o final de temporada para sair definitivamente do sufoco na tabela de classificação.

Após o empate, fora de casa, com o Criciúma por 1 a 1, o Vitória alcançou a 15ª colocação, com 33 pontos, mas ainda muito próxima da zona do rebaixamento. O Vila Nova-GO, o 17º colocado, o primeiro dentro do ZR, soma 30 pontos.

Capitão do Vitória, o volante Baraka pediu atenção máxima nas próximas partidas da Série B do Brasileiro. O objetivo é manter sua sequência positiva e se afastar, o mais rápido possível, da temida zona do rebaixamento. 


``Estamos trabalhando muito para que essa reta final de temporada seja de grandes resultados para o Vitória. Não podemos vacilar. Temos que ter ritmo forte para conquistarmos nossos objetivos na competição. Sabemos da responsabilidade que temos e vamos dar a volta por cima´´, afirmou.

Pela 30ª rodada da Série B, o Vitória volta a campo na próxima sexta-feira (18/10), dentro de casa e com o apoio da torcida, para encarar o desesperado Londrina, também ameaçado pelo rebaixamento, às 21h30.





Foto: Divulgação / EC Vitória

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Após primeiro gol pelo São Caetano, Anderson Rosa festeja classificação na Copa Paulista

Felicidade maior impossível. Assim pode ser descrito o sentimento de Anderson Rosa após a vitória do São Caetano diante da Ferroviária por 2 a 1, no último sábado (12/10), na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara, pelas quartas de final da Cipa Paulista. O resultado classificou o Azulão com duas rodadas de antecedência às semifinais.

Anderson Rosa havia acabado de entrar em campo quando fez o segundo gol do São Caetano, comandado pelo técnico Marcelo Vilar.

``Fico muito feliz em marcar o meu primeiro gol pelo Azulão em um jogo tão importante, pois garantiu a nossa classificação para as semifinais. A equipe esteve de parabéns. Soubemos lidar com a pressão do rival e definimos o resultado na hora certa´´, contou.

Antes do triunfo no sábado, o São Caetano nunca havia vencido a Ferroviária na condição de visitante. Até então eram quatro empates e duas vitórias a favor da Locomotiva.

Líder do Grupo 10, com 10 pontos, o São Caetano tem mais duas partidas até o término da terceira fase da Copa Paulista. Pensando nos dois últimos compromissos, Anderson Rosa também falou como o Azulão pretende encarar os próximos desafios.

``Faltam dois importantes jogos. Temos a partida em casa (Mirassol) e o Santo André, fora, para sacramentarmos a liderança. Queremos nos classificar bem e, assim, aguardar quem passará na outra chave para conhecermos o nosso caminho na busca pela vaga na final´´, afirmou Anderson Rosa.

Pela penúltima rodada da terceira fase da Copa Paulista, o São Caetano volta a campo na quarta-feira (16) para enfrentar o Santo André, às 15 horas, no Estádio Municipal Francisco Marques Figueira, em Suzano.



Foto: Fabrício Cortinove

Cuiabá busca reabilitação na Série B, dentro de casa, diante do Guarani


Após perder para o Sport por 2 a 0, em Recife, na última segunda-feira (14/10), o Cuiabá, agora comandado pelo técnico Marcelo Chamusca, corre atrás da reabilitação na Série B diante do Guarani, que também foi derrotado, em Campinas, para o Botafogo-SP por 2 a 0. A partida acontece nesta quinta-feira (17), às 21h30, na cidade de Cuiabá.

Brigando por uma vaga na equipe titular do Cuiabá, o zagueiro Leandro Sousa pediu atenção máxima na próxima rodada da Série B. Segundo o jogador, com passagem pelo CSA, o desejo de todos é subir na tabela de classificação e se aproximar das quatro primeiras colocações.


``Temos que colocar a vida em campo nesta reta final da Série B para, quem sabe, encostarmos novamente no G4 e continuarmos vivos na briga pelo acesso. É possível e temos que acreditar nisso. Todos estão se dedicando ao máximo para que a equipe cresça de produção´´, disse.

O primeiro objetivo, de acordo com Leandro Souza, é vencer o Guarani, quinta-feira, dentro de casa, para o grupo voltar a ganhar confiança.

``Vamos ter grande adversário pela frente, que vem em busca de pontos em nossa casa. Vai ser uma partida muito equilibrada, sem dúvida, até pela necessidade de vitória dos dois lados´´, justificou.

Diones comemora ótimo ano no Sampaio Corrêa após acesso para Série B

O Sampaio Corrêa conquistou o sonhado acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro. É verdade que o título da Série C não veio, ficou com o Náutico, mas o honroso vice-campeonato definiu grande competição nacional em 2019. E  o volante Diones, um dos jogadores mais experientes do elenco, falou sobre a importância do objetivo alcançado e elogiou o grupo formado pela diretoria e comissão técnica.

``Nosso elenco tem muita qualidade e a formação dele foi a melhor possível. Todos trabalharam muito para que o Sampaio Corrêa retornasse à Série B. Foi merecido pelo que fizemos durante a competição . Todos estão de parabéns pela entrega e batalha´´, disse.


Com o objetivo alcançado e o senso de dever cumprido, Diones entende que
 agora é momento de descansar e focar no futuro. 

``Agora é descansar bastante e voltar com tudo para a pré-temporada. Vamos conversar nos próximos dias para resolvermos o futuro´´.





Fonte: Divulgação / Sampaio Corrêa

Pretendendo voltar ao G4 da Série B, América-MG defende tabu em BH diante do Vila Nova, que tenta sair do Z4

Em busca da reabilitação, o América-MG recebe o desesperado Vila Nova na noite desta terça-feira (15/10), às 20h30, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, a segunda divisão nacional.

O Coelho, que não perde em casa há oito jogos - sete vitórias e um empate -, aparece em sexto lugar, com 41 pontos, dois atrás do Coritiba, que fecha o G4. Já o Alvirrubro do Cerrado, que não vence há três rodadas - dois empates e uma derrota -, ocupa a 17ª posição, com 30 pontos, um atrás do Londrina, primeiro fora da zona de rebaixamento.

Na rodada passada, o América perdeu, de virada, para o Figueirense por 2 a 1, fora de casa, enquanto o Tigre  empatou o clássico goiano com o arquirrival Atlético-GO por 1 a 1.

Retrospecto


Este será o 21º confronto oficial entre as equipes. O time mineiro leva ampla vantagem sobre o goiano. São 11 vitórias do Coelho, contra apenas quatro do Tigre e mais cinco empates. O América marcou 32 gols e sofreu 20.

Tabu

Como mandante, o Coelho jamais perdeu para o Vila. Na história, o América recepcionou o Tigre em oito oportunidades, com sete vitórias e um empate.

No primeiro turno da competição atual, eles empataram por 1 a 1, no Serra Dourada, em Goiânia, pela 10ª rodada. O América saiu na frente com gol de Juninho, aos 12 minutos do segundo tempo, e o Tigre chegou ao empate com gol de Diego Jussani, aos 32'.




Fonte: Luiz Carlos Éden - Sorocaba (SP)

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Para se afastar do Z4 da Série B, Guarani defende tabu, em casa, diante do Botafogo-SP, que pensa no G4

Em confronto paulista, Guarani e Botafogo se enfrentam na noite desta segunda-feira (14/10),  a partir das 20 horas, no estádio Brinco de Ouro, na cidade de Campinas (SP), em jogo de abertura da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, a segunda divisão nacional.

O Grupo Thathi de Comunicação, de Ribeirão Preto, em seu trabalho de multiplataforma, em rádio, TV e Fecebook, transmite a partida ao vivo. Narração de Jorge Vinícius, comentários de Luiz Ademar e reportagens de Marcos Andrez. No plantão esportivo estará Igor Ramos, além de toda equipe técnica.

Este será o 119º confronto entre as duas equipes desde 1946. O time campineiro leva boa vantagem no retrospecto. São 43 triunfos bugrinos, contra 32 dos tricolores, além de 43 empates. O Alviverde assinalou 183 gols, contra 152 marcados pelo Pantera.

Como mandante, o Bugre não perde para o Botafogo há 23 anos. A última derrota em casa para o Pantera foi por 2 a 1, no estádio Brinco de Ouro, no Paulistão de 1996.

No primeiro turno da competição atual, eles empataram sem gols no estádio Santa Cruz, na cidade de Ribeirão Preto (SP), pela 10ª rodada.

Cenário

O Guarani, que vem de quatro vitórias seguidas em casa, está na 13ª colocação, com 35 pontos, cinco a mais do que o Vila Nova-GO, que abre a zona de rebaixamento. Já o Pantera, que não vence há duas rodadas, aparece na sétima posição, com 40 pontos, três a menos que o Coritiba, que fecha a zona de acesso à elite do Brasileirão, a Série A.

Na rodada passada, com gol de Ricardinho, o Bugre venceu o CRB, em casa, por 1 a 0, enquanto o Botafogo perdeu para o Brasil de Pelotas, fora de casa, por 1 a 0.




Fonte: Luiz Carlos Éden - Sorocaba (SP)

domingo, 13 de outubro de 2019

Marcelo Chamusca, demitido pelo CRB, acerta com Cuiabá para a sequência da Série B


A dança dos técnicos segue agitada na Série B do Campeonato Brasileiro. Já foram 23 trocas de comandantes em 28 rodadas da competição. No último meio de semana, por exemplo, quatro clubes dispensaram sua comissão técnica: Vila Nova-GO (Marcelo Cabo), Cuiabá (Itamar Schulle), Atlético-GO (Wagner Lopes) e CRB (Marcelo Chamusca).

O detalhe curioso é que o treinador, demitido por maus resultados em determinado clube, vira solução em um rival da própria Série B. O primeiro deles foi o CRB, que logo após demitir Marcelo Chamusca, anunciou a contratação de Marcelo Cabo, dispensado pelo Vila Nova.

Quem seguiu pelo mesmo caminho foi o Cuiabá, que estava com Itamar Schulle há tempos, e o demitiu para contratar Marcelo Chamusca, recém-demitido pelo CRB, e que não ficou 48 horas desempregado.

O próximo jogo do Cuiabá na Série B será nesta segunda-feira (14/10), diante do vice-líder Sport, na Ilha do Retiro, em Recife. O popular Dourado ocupa a 12ª colocação na tabela declassificação, com 36 pontos, e ainda sonha com o G4.

Marcelo Chamusca tem acessos importantes em seu currículo. Levou o Ceará ao Brasieirão em 2017, o Guarani para a Série B em 2016, e o Salgueiro-PE para a Série C em 2013. No certamente estadual, ele ganhou o caneco com o Ceará e o Paysandu.

Paulista, praticamente na final da Quarta Divisão do Paulista, derrota Flamengo, em Guarulhos

A humildade impede o Paulista, da cidade de Jundiaí, de festejar antecipadamente o acesso à Série A3 (Terceira Divisão) e a vaga na final do Campeonato Paulista da Quarta Divisão, chamada de Segundona pela FPF. Com a melhor campanha nas fases anteriores, o Galo tem a vantagem de jogar por dois empates, ou dois resultados iguais, para ser finalista. Porém, neste domingo (13/10), mesmo atuando em Guarulhos, no jogo de ida das semifinais, o Tricolor jundiaiense venceu o Flamengo por 2 a 0, gols de Carlinhos e Edinan.

Agora, na partida de volta, em Jundiaí, no próximo sábado (19), às 16 horas, ao lado da sua fanática torcida, o Paulista pode até perder por dois gols de diferença que garante o cobiçado acesso à Terceira Divisão e a vaga na final. Ao Flamengo resta o milagre de ganhar, no campo de adversário, por três gols de diferença.

No outro duelo das semifinais, em casa, o Marília superou o Fernandópolis por 2 a 0. No jogo de volta, na casa do rival, o MAC pode perder por um gol de diferença que também garante o acesso e a vaga na final.

O JOGO

A situação do Paulista ficou muito tranquila quando logo no primeiro ataque contundente, aos quatro minutos, Ian cruzou e Carlinhos fez malabarismo para abrir o placar. O gol deixou o Flamengo nervoso, afobado e com a bola queimando nos pés dos seus jogadores.

A partida só voltou a ficar equilibrada no segundo tempo, quando o Flamengo passou a trocar mais passes e jogar com velocidade, buscando as tabelas. Tanto que aos 20 minutos, João Victor quase empatou, mandando a bola no travessão.

Porém, aos 30 minutos, o Paulista jogou balde de água fria nas pretensões do Flamengo e ampliou o placar. Em lindo toque de calcanhar de Demarchi, o atacante Edinan mandou a bola para o fundo da rede: 2 a 0.



FICHA TÉCNICA

Flamengo 0 x Paulista

Semifinais- Jogo de idaLocal: Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos (SP)
Árbitro: Leandro Carvalho da Silva, auxiliado por Mauro André de Freitas e Ítalo Magno de Andrade
Renda: R$ 17.250,00 - Público: 2.350 pagantes
Gols: Carlinhos, aos quatro minutos do primeiro tempo. Edinan, aos 30 minutos da etapa final

Flamengo
Zé Carlos; Thomas, Rômulo, Gustavo (Naílton) e João Victor; João Paulo (Gustavo Oliveira), Wallace, Custódio e Bruno; Matheus e Piauí (Vitinho)
Técnico: João Batista

Paulista
Victor Stangari; Victor Emerson, Joaquim, João Paulo e Yan; Demarchi, Gabriel Terra, Nenê (Daniel), Carlinhos (Kawan) e Matheus (Alex); Edinam
Técnico: Edson Fio

XV de Piracicaba e EC São Bernardo deixam Comercial em situação delicada na Copa Paulista

Terminou a antepenúltima rodada das quartas de final da Copa Paulista. E a briga por duas vagas nas semifinais, pelo Grupo 9, começa a pender para a dupla XV de Piracicaba e EC São Bernardo, que agora divide a liderança com oito pontos, deixando o Comercial para trás, com cinco. O lanterna Linense já está eliminado.

No Grupo 10, o líder São Caetano já garantiu vaga nas semifinais ganhando da Ferroviária, em Araraquara, no sábado (12/10), por 2 a 1. O Santo André superou o vice-lider Mirassol por 2 a 0, neste domingo (13), na Javari, e voltou a entrar na briga pela segunda vaga.

GRUPO 9

Depois de vencer, no jogo de encerramento do turno, o Comercial por 3 a 0, o líder XV de Piracicaba foi a Ribeirão Preto, neste domingo, para medir forças outras vezes com o Bafo, que havia caído para a terceira colocação.

O jogo foi muito bem disputado, com chances claras de gols para Comercial e XV de Piracicaba, mas o empate sem gols acabou sendo excelente para o líder, e deixou em situação delicada o Bafo, que segue na terceira posição, e na obrigação de na quarta-feira (16), precisar derrotar o EC São Bernardo, fora de casa, para lutar pela classificação.

Quem se deu muito bem na rodada foi o vice-líder EC São Bernardo, que tem os mesmos oito pontos do líder XV e perde apenas no saldo de gols (5 a 4). E o motivo foi a bela vitória por 3 a 2 em cima do Linense, fora de casa, gols de Johnny (2) e Felipinho. O time de Lins, que está eliminado, descontou com Léo Torres e Thiago.

CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO 9

1º XV de Piracicaba - 8 pontos
EC São Bernardo - 8
3º Comercial - 5 pontos
4º Linense - 0

Quarta-feira - 16/10

15h - EC São Bernardo x Comercial
15h30 - Linense x XV de Piracicaba


GRUPO 10 


Enquanto o classificado São Caetano curtiu o domingo de folga e fará das suas duas próximas partidas meros amistosos, o Santo André (mascote acima), que está com o seu campo em reforma, venceu o vice-líder Mirassol por 2 a 0, na Javari, e voltou a respirar na tabela de classificação, voltando a sonhar com a vaga nas semifinais.

Victor Sapo e Magno fizeram os gols do Ramalhão, que chegou aos três pontos e divide a terceira colocação com a Ferroviária. O Mirassol segue na vice-liderança, com sete pontos, dependendo apenas de mais uma vitória em dois jogos. O líder é o São Caetano, com 10.


CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO 10


1º São Caetano - 10 pontos (classificado)
2º Mirassol - 7 pontos
3º Ferroviária - 3 pontos
Santo André - 3


Quarta-feira - 16/10


15h - Santo André x São Caetano
20h - Mirassol x Ferroviária

sábado, 12 de outubro de 2019

São Caetano é o primeiro semifinalista da Copa Paulista


O São Caetano confirmou neste sábado (12/10) o motivo de ser apontado o grande favorito ao título da Copa Paulista de 2019. Mesmo atuando fora de casa, na cidade de Araraquara, na Arena da Fonte Luminosa, o Azulão derrotou a Ferroviária, que está quase eliminada, por 2 a 1, pelo Grupo 10, e assegurou sua vaga, com duas rodadas de antecipação, para as semifinais.

Jean Dias e Anderson Rosa marcaram para o São Caetano, enquanto Rodolfo descontou para a Ferroviária nos minutos finais. Vale destacar que a equipe de Araraquara chegou na final da Copa Paulista nas três últimas temporadas. Porém, para não ser eliminada precocemente, a Locomotiva terá de torcer para o Mirassol não vencer o lanterna Santo André, neste domingo (13), na Javari.

O campeão da Copa Paulista terá o direito de escolher entre a vaga na Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro em 2020. O vice-campeão ficará com a vaga que sobrar.

 Com a vitória, o São Caetano segue líder, agora de maneira isolada, do Grupo 10, com 10 pontos. Faltando duas rodadas para encerrar às quartas de final, o Azulão não pode mais ser alcançado pela Ferroviária, que tem quatro pontos.

O vice-líder é o Mirassol, com sete pontos. Porém, se vencer, chega aos mesmos 10 pontos do São Caetano, e também se classifica com duas rodadas de antecedência.

GRUPO 10

1º São Caetano - 10 pontos
2º Mirassol - 7 pontos
3º Ferroviária - 3 pontos
4º Santo André - 0

Domingo (13/10) - 10 horas
Santo André x Mirassol

Bragantino dispara na liderança da Série B e três treinadores são demitidos na 28ª rodada


Por humildade o Bragantino ainda não soltou o grito de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro e nem festejou o acesso ao Brasileirão 2020. Mas, com a bola nos pés, o Massa Bruta, comandado pelo técnico Antônio Carlos Zago, está dando show de bola e disparado na liderança.

Neste sábado (12/10), no fechamento da 28º rodada, ou seja, faltando apenas 10 jogos para encerrar a Série B, o líder Bragantino derrotou o Paraná, que luta pelo G4, por 2 a 0, gols de Ytalo e Wesley, e disparou na ponta da tabela de classificação com 57 pontos.

Para se ter uma ideia da situação cômoda do Bragantino, a equipe tem oito pontos a mais do que o vice-líder Sport. E 16 pontos de vantagem em cima do América-MG, o quinto colocado, primeiro fora do G4.

A 28ª rodada foi dramática para os treinadores. Tanto que três ficaram desempregados. O Cuiabá, que chegou a ocupar vaga no G4, demitiu Itamar Schulle após perder, em casa, para o Vitória por 3 a 1.

O mesmo aconteceu com o CRB, que também ocupou o G4 e vem colecionando tropeços. Perdeu, em Campinas, para o Guarani por 1 a 0 e o técnico Marcelo Chamusca foi dispensado.

A situação curiosa ficou na demissão de Wagner Lopes, do Atlético-GO, o terceiro colocado com 47 pontos, que passou a maioria da Série B dentro do G4, e caiu após empatar o clássico com o Vila Nova por 1 a 1.


28ª rodada

Bragantino 2 (Ytalo e Wesley) x Paraná 0


Coritiba 1 (Robson) x Criciúma 0

Londrina 1 (Germano) x Operário-PR 2 (Lucas Batatinha e Uilliam)

Figueirense 2 (Breno 2) x América-MG 1 (João Cubas)

Sport 2 (Marquinho e Hernane) x São Bento 0

Brasil 1 (Guilherme Queiroz) x Botafogo 0

Oeste 1 (Bruno Gonçalves) x Ponte Preta 1 (Roger)

Guarani 1 (Ricardinho) x CRB 0

Cuiabá 1 (Rodolfo) x Vitória 3 (Caicedo 2 e Everton Sena)

Vila Nova 1 (Bruno Mezenga) x Atlético-GO 1 (Mike)


CLASSIFICAÇÃO


1º Bragantino - 57 pontos
2º Sport - 49 pontos
3º Atlético-GO - 47 pontos
4º Coritiba - 43 pontos
5º América-MG - 41 pontos
Paraná - 41 
7º Botafogo - 40 pontos
8º CRB - 39 pontos
Operário - 39
Ponte Preta - 39
11º Brasil - 37 pontos
12º Cuiabá - 36 pontos
13º Guarani - 35 pontos
14º Oeste - 34 pontos
15º Vitória - 32 pontos
16º Londrina - 31 pontos
17º Vila Nova - 30 pontos
18º Criciúma - 28 pontos
19º São Bento - 27 pontos
Figueirense - 27

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Marília ficar perto da final da Quarta Divisão do Paulista e do acesso à Série A3 (Terceira Divisão)


O Marília (mascote acima) está muito próximo da final da Quarta Divisão do Campeonato Paulista, chamada de Segundona pela Federação Paulista de Futebol (FPF). Nesta sexta-feira (11/10), no jogo de ida das semifinais, atuando em casa, no estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, o popular MAC fez valer os fatores campo e torcida para derrotar o Fernandópolis por 2 a 0, gols de Ícaro e Lucas Lima.

Por ter melhor campanha ao longo da Quarta Divisão, o Fernandópolis tem o direito de jogar por dois resultados iguais. Portanto, na semana que vem, atuando dentro de casa, basta devolver ao Marília os 2 a 0, ou ganhar por dois gols de diferença, que garante o acesso e vai para final.

Porém, o Marília deu passo de gigante com os 2 a 0 dentro de casa. Afinal, agora pode perder por até um gol de diferença, na cidade de Fernandópolis, que garante o acesso antecipado e disputa o título.


Fernandópolis (mascote acima) e Marília farão o jogo de volta das semifinais no domingo da semana que vem (20), às 10 horas, no estádio Municipal Cláudio Rodante, na cidade de Fernandópolis.

O JOGO


O Marília dominou a partida na maior parte do tempo. No primeiro tempo, por exemplo, a equipe comandada pelo técnico Ricardo Costa acuou o Fernandópolis em seu campo e desperdiçou várias chances de gols.

Logo no início, o artilheiro Lucas Lima perdeu grande chance, de cabeça, mandando a bola na rede, mas pelo lado de fora. Aos 28 minutos, Breno arriscou lindo chute e quase fez um golaço para o Marília.

De tanto pressionar no ataque, o Marília abriu o placar nos acréscimos do primeiro tempo. Aos 47 minutos, Lucas Lima deixou Ícaro na cara do gol e ele só teve o trabalho de mandar a bola para o fundo da rede.

Na etapa final, logo na primeira investida ofensiva, o MAC ampliou o placar. Aos 4 minutos, após cobrança de falta de Lucas Praxedes, Lucas Lima mostrou oportunidade e fez 2 a 0.

Inteligente e sabendo que estava enfrentando adversário forte e rápido no ataque, o Marília passou a valorizar a posse de bola e melhorou o seu poder de marcação. O Fernandópolis tentou sair para o jogo, mas não conseguiu assustar no ataque.


Marília 2 x 0 Fernandópolis

Semifinal - Jogo de ida
Local: Estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, em Marília
Árbitro: Humberto Jose Junior, auxiliado por Alex Alexandrino e Bruno Silva de Jesus
Renda: R$ 24.475,00 - Público: 2.802 pagantes
Gols: Ícaro, aos 47 minutos do primeiro tempo. Lucas Lima, aos 4 minutos da etapa final

Marília
Geilson; Matheus Mima, Guilherme Café, Gutierrez e Lucas Praxedes; Hebert (Chiclete), Mykaell e Ícaro;
Erik Bessa (Dener), Lucas Lima e Breno (Paulo Henrique)
Técnico: Ricardo Costa

Fernandópolis
Gabriel; Matheus Alcântara, Felipe, Félix e Mateus (Samuel); Jackson, Talison e Vitinho (Júnior Bala);
Gildo, Murilo e Guto (Luis Carlos)
Técnico: Júnior Paulista

Visando G2 do grupo 9 da Copa Paulista, Comercial joga por quebra de tabu diante do líder XV de Piracicaba


Em duelo entre alvinegros, Comercial (mascote acima) e XV de Piracicaba medirão forças neste domingo (13/10), às 10 horas, no estádio Palma Travassos, em Ribeirão Preto, pela quarta e antepenúltima rodada das quartas de final da Copa Paulista.


Na rodada passada, a terceira, com gols de Gilberto Alemão, Simião e Raphael Macena, o time piracicabano venceu o Leão do Norte por 3 a 0, no estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba.

Com quatro pontos e na terceira posição do Grupo 9, o Comercial precisa vencer para entrar no G2. Pensando nisso, o Leão do Norte terá que quebrar jejum de oito anos sem vencer o XV. A última vitória foi em casa, por 1 a 0, na Copa Paulista de 2011, gol de Jordã. Desde então, foram duas derrotas e três empates em mais cinco confrontos.

Além de vencer, o Comercial terá que torcer para o vice-líder EC São Bernardo, que soma cinco pontos, tropece, fora de casa, diante do lanterna Linense, em jogo que acontece também domingo, no mesmo horário, no estádio Gilbertão, em Lins

Mas a missão do Leão não deverá ser das mais fáceis, pois o XV é o líder da chave, com sete pontos ganhos.


XV busca classificação antecipada


O Nhô Quim, por sua vez, poderá sair de campo já classificado às semifinais, desde que consiga os três pontos e o zerado Linense vença o EC São Bernardo.

Visando à classificação antecipada, o XV entra em campo para acabar com tabu de 10 anos sem vencer o Comercial como visitante. A última vez foi por 1 a 0, gol de Fábio Santos, na Copa Paulista de 2009. De lá para cá, o Nhô Quim visitou o Bafo três vezes, com uma derrota e dois empates.




Fonte: Luiz Carlos Éden  - Sorocaba (SP)

Pela Série B, Bragantino testa invencibilidade no Nabizão diante do embalado Paraná


Em busca da reabilitação, o Bragantino enfrenta o embalado Paraná neste sábado (12/10), às 16h30, no estádio Nabi Abi Chedid, o Nabizão, em Bragança Paulista, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, a segunda divisão nacional.


Dono do melhor ataque com 48 gols marcados em 27 jogos, média de 1,77 gols/partida, o Alvinegro do interior de São Paulo é o líder isolado da competição, com 54 pontos, cinco de vantagem sobre o vice-líder Sport, que já jogou. O Massa Bruta está invicto em seus domínios, com  nove vitórias e quatro empates em 13 jogos.

Já a equipe paranista, que não perde há quatro jogos e vem de duas vitórias seguidas, aparece na quinta colocação, com 41 pontos, mesma pontuação do América-MG, que fecha a zona de acesso. O Braga tem t13 pontos a mais que o Tricolor curitibano, o primeiro clube fora do G4.

Na rodada passada, o Massa Bruta perdeu para o América-MG, fora de casa, por 2 a 0, enquanto o Paraná venceu o Operário-PR, fora de casa, por 1 a 0.

Retrospecto

Rivais desde 1995, Bragantino e Paraná já se enfrentaram 25 vezes na história, entre jogos da Série A e B do Brasileiro e Copa do Brasil. O retrospecto é favorável ao time paranaense, com 10 vitórias, sete do Massa Bruta e oito empates. O Braga marcou 26 e sofreu 35 gols.

No primeiro turno da competição atual, com gols de Matheus Anjos e Leandro Almeida, o  Tricolor venceu o Bragantino por 2 a 1, no estádio Durival Britto, em Curitiba (PR), pela nona rodada. Thiago Ribeiro fez o gol do Massa Bruta.





Fonte: Luiz Carlos Éden - Sorocaba (SP)

Por classificação antecipada às seminais da Copa Paulista, São Caetano desafia tabu contra Ferroviária


O São Caetano visita a Ferroviária neste sábado (12/10). O duelo acontece às 18 horas, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, pela quarta e antepenúltima rodada das quartas de final da Copa Paulista.

Uma vitória do Azulão garante a classificação antecipada às semifinais da competição. Já a Locomotiva busca a reabilitação e só a vitória serve para manter viva a chance de seguir brigando por vaga à próxima fase.

Invicto há 10 jogos na Copa Paulista, o Pequeno Gigante do ABC é o líder do Grupo 10, com sete pontos, mesma pontuação do vice-líder Mirassol. Já a Ferrinha ocupa a terceira posição, com três pontos, enquanto o zerado Santo André segura a lanterna.


Na rodada passada, a terceira, com gol do volante Mazinho, aos 42 do segundo tempo, o Azulão venceu a Ferroviária por 1 a 0, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, no ABC paulista.


Retrospecto

Rivais desde 1992, as duas equipes se enfrentaram 12 vezes, com pequena vantagem para a equipe araraquarense no retrospecto. Foram três vitórias da Locomotiva, sete empates e dois triunfo do São Caetano. A Ferrinha assinalou 14 gols, contra 11 do Azulão do ABC.

Tabu

Além da desvantagem histórica, o São Caetano jamais venceu o time grená sendo visitante. Foram realizados seis duelos em Araraquara, na Fonte Luminosa, com duas vitórias dos donos da casa e quatro empates.



Fonte: Luiz Carlos Éden - Sorocaba (SP)

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Luiz Gustavo aposta nos fatores campo e torcida para Guarani derrotar o CRB


Apesar da derrotar por 1 a 0 para o Coritiba, fora de casa, a última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Guarani segue em franca recuperação. Após se afastar da zona do rebaixamento, o Bugre busca a volta por cima e aposta nos fatores campo e torcida para vencer o CRB, nesta sexta-feira (11/10), às 21h30, em Campinas.

``Não tem que acomodar, está tudo embolado. Perdeu um jogo, fica embaixo, se ganhar dois vai lá para cima na tabela de classificação. Sabemos o perigo que estamos correndo e aqui não tem ninguém em segurança. Enquanto não completar os pontos que a gente precisa, não tem como ficar tranquilo. A gente fica preocupado, mas o torcedor pode ter certeza que vamos buscar esses pontos o mais rápido possível para depois pensar mais adiante´´, disse o zagueiro e capitão Luiz Gustavo.

Apesar da dificuldade diante do CRB, pela 28ª rodada da Série B, Luiz Gustavo comentou sobre prevalecer o fator casa.

``Sabemos da dificuldade, mas estamos em nossa casa. Aqui quem manda é a gente. Pode ser certeza que vamos propor o jogo, dar nosso máximo, para que a torcida tenha alegria e o Guarani some os três pontos´´, finalizou Luiz Gustavo.

Com 32 pontos na tabela de classificação, o Guarani ocupa a 14ª colocação. O CRB, com 39, está no oitavo lugar e sonha com o G4. 

Renato Cajá pede atenção máxima para Ponte Preta superar Oeste em Barueri


Ninguém discute a qualidade do meia Renato Cajá, autor do primeiro gol da Macaca na vitória por 3 a 1 diante do Londrina – 44 com a camisa da Macaca, mas o primeiro em seu terceiro retorno. Mas o dono da camisa 10 quer quer mais. O objetivo é vencer o Oeste, nesta sexta-feira (11/10), às 21h30, na Arena Barueri, Grande São Paulo, e entrar firme na luta pelo acesso ao Brasileirão de 2020.


``Precisamos manter o foco da mesma forma, às vezes não estávamos mantendo a mesma concentração fora de casa. Mas agora não vamos deixar cair. Tem que todo mundo estar ligado, concentração máxima, porque o jogo vai exigir isso. Precisamos buscar o resultado positivo, estar concentrados, dedicados, sem empolgação. Essa é a receita que precisamos colocar em prática nos próximos jogos´´, disse Cajá.

O dono da camisa 10 da Macaca tem consciência de que a boa vitória da última rodada não apaga outros resultados negativos que poderiam ter sido evitados. E cobra atenção e dedicação!

``Na terça-feira fizemos jogo importante, a gente vinha de derrota muito difícil contra o Botafogo e precisávamos dar resposta no Majestoso, mas temos muito o que melhorar, nada de ficar empolgados ainda, tem muito chão a percorrer. É focar jogo após jogo, não se deslumbrar com situação nenhuma e trabalhar com empenho e dedicação´´, projetou.


Cajá acrescenta que continua muito bem fisicamente para ajudar o time.

``Se me sentir desconfortável ou muito desgaste eu falo, mas este jogos são delicados e preciso estar inteiro. Queremos colocar esse time de novo na série A e não importa quem estiver no campo, tem que estar focado nisso, sabemos da nossa responsabilidade. Temos de estar firmes para continuar nesta batida de vitória´´, afirmou.


Ainda sobre recuperação física – quando chegou Kleina destacou que ele estava em plena forma, mas precisaria de mais atenção neste departamento – Cajá explica o que significa este diferencial.

``É mais o fato de que a recuperação demorar um pouco mais quando o atleta passa dos 30 anos, como meu caso. Na prática é mais entrar no balde de gelo, manter força na musculação, alimentação, proteína, deixar o corpo recuperar. O importante é estar bem treinado e dedicado em cada momento, e se tiver a hora em que estiver desgastado, conversar com o técnico´´, ressaltou o meia.


Renato Cajá finaliza contendo o entusiasmo de alguns torcedores que já pedem a permanência dele para o Paulista de 2020.

``A Ponte tem histórico de grandes jogadores e ainda é cedo, tenho muito o que mostrar. Tenho contrato com o Juventude e agora é importante manter a cabeça no aqui e agora. Acabando o campeonato a gente conversa, resolve a questão burocrática. Mas vamos pensar no agora e as coisas vão acontecer naturalmente´´, concluiu.



Foto: Álvaro Jr / Ponte Press 

Confiança renova o contrato do técnico Daniel Paulista


A campanha do Confiança na temporada de 2019, em especial na Série C do Campeonato Brasileiro, quando garantiu o sonhado acesso à Série B, tem tudo a ver com o trabalho de Daniel Paulista. Ele fez a cabeça dos jogadores, dirigentes e torcedores. Tanto que nesta quinta-feira (10/10) foi anunciado a renovação de contrato do treinador.

O elenco do Confiança está de férias, mas a diretória já se movimenta para reforçar o elenco de olho nas competições da próxima temporada. 


O treinador, que chegou no Gigante Operário no início do primeiro semestre deste ano, comandou a equipe na classificação para a Copa do Nordeste de 2020 e no histórico acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro. Para o próximo ano, além das duas competições, Daniel Paulista também terá a missão de conduzir o Confiança no Sergipão.


``Ficamos bastante satisfeitos com esse acordo. O trabalho do Daniel Paulista deu resultados. Ele foi o comandante da equipe que fez história e conseguiu o inédito acesso para a Série B. Por isso, nada mais justo do que a gente dar continuidade a esse trabalho em uma temporada tão importante como a do ano que vem´´, disse o presidente Hyago França.



Fonte e foto: Divulgação / Confiança