segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Clubes do interior de São Paulo contratam treinador para temporada de 2018


O Campeonato Paulista de 2018 já começou! Pelo menos no planejamento das equipes do Interior e Grande ABC, nas Série A1 (Paulistão), A2 (Segunda Divisão) e A3 (Terceira Divisão). Tanto que os treinadores já começaram a ser contratados.

Na Primeira Divisão, alguns treinadores serão mantidos e seguem trabalhando. É o caso de Paulo Roberto Santos, no São Bento, que comandou os dois últimos estaduais, subiu o ano passado o Azulão da Série D para a C do Brasileiro, e agora em 2017 está prestes a fazer o mesmo, subindo o clube da C para a B. Ele ficou extremamente valorizado!

PC de Oliveira, na Ferroviária, trilha o mesmo caminho. Depois de salvar a equipe do rebaixamento, em 2017, ele seguiu no cargo e vem fazendo excelente Copa Paulista, classificando a Locomotiva para a segunda fase.

Luís Carlos Martins, campeão paulista da Segunda Divisão em 2017 pelo São Caetano, segue há anos no clube. E já tem a base da equipe para o Paulistão 2018, inclusive brilhando e classificada para a segunda fase da Copa Paulista.

O Bragantino, vice-campeão paulista da Segunda Divisão de 2017, voltará ao Paulistão em 2018 com Marcelo Veiga. Ele chegou no clube de Bragança Paulista na reta final da Série C do Brasileiro e conseguiu livrar a equipe do rebaixamento.

O Ituano pretende dar experiência para Vinicius Bergantin, funcionário, assim como fez com Doriva, no início de carreira. O Mirassol, classificado à segunda fase da Copa Paulista com time de garotos, seguirá com Moisés Egert.

Os clubes que contrataram foram o Linense, que trouxe Vilson Tadei e, inclusive, após iniciar muito mal conseguiu classificação à segunda fase da Copa Paulista, e o Novorizontino, que contratou Doriva (foto) para planejar a temporada de 2018.

Já a Ponte Preta, que demitiu o técnico Gilson Kleina, promete em breve anunciar o substituto, que inclusive fará o planejamento para 2018.

Ainda não definiram o treinador: Botafogo, de Ribeirão Preto; Red Bull Brasil e Santo André.


SEGUNDA DIVISÃO DO PAULISTA (SÉRIE A-2)



Na Segunda Divisão do Paulista alguns clubes estão aproveitando a Copa Paulista para dar sequência ao trabalho realizado por seus treinadores em 2017. São os casos de Jorginho no Água Santa, de Diadema; Evaristo Piza no XV de Piracicaba.

O Rio Claro, que fez contrato de três anos com Sérgio Guedes, segue com o trabalho em 2018. Roberto Cavalo, que luta pelo acesso na Série B do Brasileiro com o Oeste, ex-Itápolis e agora em Barueri, também já pensa na próxima temporada.

O Guarani, que recentemente trocou Vadão por Marcelo Cabo, espera melhorar suas campanhas em 2018. O mesmo acontece com a Portuguesa, que trouxe PC Gusmão e está classificada à segunda fase da Copa Paulista.

Wilson Júnior, que fez belo trabalho com o São Bernardo na Série D do Brasileiro, seguirá com o seu ex-goleiro no comando. E a Inter de Limeira, classificada à segunda fase da Copa Paulista, seguirá com Joam Valim.

A novidade na Segunda Divisão veio através do Sertãozinho (veja mascote acima), que na semana passada anunciou a contratação do técnico Ruy Scarpino.


Não confirmaram o seu treinador para 2018: Batatais, Osasco Audax, Juventus, Penapolense, Taubaté, Votuporanguense e Nacional.

TERCEIRA DIVISÃO DO PAULISTA (SÉRIE A-3)



Pela Terceira Divisão, o União Barbarense (veja mascote acima) foi o primeiro clube a anunciar o treinador. Trata-se de Claudemir Peixoto, que chegou para tentar colocar ordem na casa.

O Desportivo Brasil, de Porto Feliz, seguirá com Mauricio Barbieri, que vem fazendo ótimo trabalho no clube na Copa Paulista, onde conseguiu classificação à segunda fase. Já o Noroeste, que não se classificou para a segunda fase da Copa Paulista, deve manter Tuca Guimarães, que chegou recentemente.

Os finalistas da Quarta Divisão, que já garantiram o acesso e agora lutarão pelo título de 2017, também pretendem continuar com os seus respectivos treinadores em 2018: Manthiqueira, de Guaratinguetá, com Luís Felipe; e Ricardo Costa no EC São Bernardo.

O Marília também antecipou o nome do seu novo comandante. Trata-se do ex-jogador Jorge Rauli.

Não definiram o treinador: Mogi Mirim, Rio Preto, Capivariano, Barretos, Velo Clube, Olímpia, Rio Branco, Monte Azul, Taboão da Serra, Portuguesa Santista, São Carlos, Matonense, Grêmio Osasco e Atibaia.

Um comentário:

João Paulo Medeiros disse...

Boa tarde Ademar. O marilia fechou com Jorge Rauli para a série A3