sábado, 28 de novembro de 2015

Linense desbanca Ituano, em Itu, e nos pênaltis conquista título da Copa Paulista

A decisão da Copa Paulista de Futebol de 2015 foi para as cobranças de pênaltis. Depois do empate por 2 a 2, na semana passada, na cidade de Lins, Ituano e Linense ficaram em outro empate, agora por 0 a 0, neste sábado (28/11), no estádio Novelli Júnior, na cidade de Itu, e disputaram o título na bola parada. Melhor para o Elefante da Noroeste, que venceu por 4 a 1, acertando todas as cobranças, sem precisar bater o quinto, e vendo o seu goleiro Galletti brilhar.

Além de faturar o caneco e dar a volta olímpica, o Linense ganhou a vaga na Copa do Brasil de 2016. Porém, tudo indica que a CBF dará uma vaga a mais para um clube paulista na Série D do Brasileiro do ano que vem. E o vencedor poderá escolher qual competição pretende disputar.

O clássico caipira foi extremamente disputado na parte tática. Muita marcação, ocupação de espaços, determinação e força de vontade. Mas faltaram criatividade e finalizações.

O Linense teve grande oportunidade de abrir o placar somente aos 34 minutos, quando a bola foi alçada na área, Thiago Humberto bateu cruzado e o goleiro Fábio fez excelente defesa. O Ituano respondeu aos 39, com Guilherme batendo de fora da área e assustando o goleiro Galletti.

Nos contragolpes, o Linense desperdiçou outra boa chance aos 40, com Rafael Aidar, em jogada de habilidade e velocidade, que mandou a bola para fora. Já aos 43, foi a vez do artilheiro Marcão parar nos pés do goleiro Galletti.

Na etapa final, as equipes continuaram priorizando a marcação. O Ituano teve boa chance aos oito minutos, após cobrança de escanteio, que o zagueiro Naylhor cabeceou para fora, com perigo.

Depois de um longo tempo de aplicação e falta de boas jogadas ofensivas, aos 38, Guilherme fez boa jogada individual, entrou na área e mandou a bola por cima do travessão.

Mas a jogada polêmica da partida aconteceu aos 42 minutos, quando Darlan, que tinha acabado de entrar em campo e fez alavanca, dentro da área, no meia Thiago Humberto. Ficou claro o pênalti, mas o árbitro Thiago Duarte fingiu que não viu e deixou a jogada prosseguir. E o Elefante da Noroeste foi prejudicado e levou a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças de pênaltis, Rafael Chorão, Marcelo Bispo, Rafael Aidar e Rafael Lobão fizeram para o Linense. Valkenedy marcou para o Ituano, enquanto Simião mandou a bola para fora e Zambi chutou fraco e o goleiro Galletti defendeu.

FICHA TÉCNICA

Ituano 0 (1) x 0 (4) Linense

Estádio Novelli Júnior, em Itu
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto, auxiliado por Herman Brumel Vani e Alex Ang Ribeiro
Cartão amarelo para Juninho Ortega, Gedeílson e Thiago Humberto
Renda: R$ 60.060,00 - Público: 11.878
Pênaltis: Rafael Chorão (1 a 0 Linense). Simião (bateu para fora). Marcelo Bispo (2 a 0 Linense). Valkenedy (2 a 1). Rafael Aidar (3 a 1). Zambi (Galleti defendeu). Rafael Lobão (4 a 1)

ITUANO
Fábio; Renato, Naylhor e Léo (Valkenedy); Pacheco, Janatan Lima (Anderson Zangão), Simião, Gilberto e Zambi; Guilherme (Darlan) e Marcão
Técnico: Tarcísio Pugliesi

LINENSE
Galleti; Gedeílson (Tavares), Jorge Luiz, Marcelo Bispo e Alex Barros; Juninho Ortega, Maycon (Tardelli), Thiago Humberto e Rafael Chorão; Gabrielzinho (Rodrigo Lobão) e Rafael Aidar
Técnico: Moisés Egert

3 comentários:

Unknown disse...

Valeu pela mensagem, Luiz Ademar. Atração! Paulo Junior!.

luciana shimizu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luciana shimizu disse...

Abração! Agora sim!