terça-feira, 19 de novembro de 2019

Victor Paraíba espera que Atlético-GO garanta o acesso ao Brasileirão 2020 na penúltima rodada da Série B

O Atlético-GO pode garantir o acesso ao Brasileirão 2020 neste final de semana, na penúltima rodada da Série B. Mas, para conseguir a façanha, terá de vencer o Brasil-RS, nesta quinta-feira (21/11), às 21h30, na cidade de Pelotas, e torcer para que no dia seguinte o América-MG não ganhe do Guarani, em Campinas.

Contratado pela diretoria do popular Dragão no meio do ano, o meia-atacante Victor Paraíba falou sobre a importância deste confronto.


``Essa é uma final para nós. Um jogo muito importante, talvez o mais importante do ano. É vencer ou vencer. Vamos lutar muito para conquistar os três pontos. O Brasil tem equipe competitiva, que sempre cresce dentro de casa, diante do seu torcedor. Mas precisamos da vitória e vamos lá para conseguir´´, disse.

Victor Paraíba admite que terminar o ano com o acesso é o único objetivo do Atlético-GO.

``O acesso é um sonho de todos no clube. Vamos dar a vida para encerrarmos o ano com duas vitórias e com o acesso para a primeira divisão, que será histórico´´, vislumbrou.

Recém-operado, Ferrugem inicia fisioterapia e espera retornar aos gramados pelo CRB no início de 2020


Um dos principais nomes do CRB em 2019, o volante Ferrugem sofreu grave lesão na clavícula e perderá a temporada 2019. Recém-operado, o jogador, com passagem por Ponte Preta e Corinthians, falou sobre o início da recuperação e a motivação para retornar logo aos gramados.


``Não gostaria de estar de fora por nada nesse mundo, mas aconteceu. Já iniciei a fisioterapia e estou muito motivado. Venho me dedicando muito nos últimos dias para evoluir e retornar logo aos gramados. Tenho que ir passo a passo, sem ansiedade, para voltar 100%´´, afirmou.

Ferrugem avisa que o CRB, o popular Galo, tem a sua torcida fora dos gramados para nas rodadas finais da Série B conseguir o acesso ao Brasileirão de 2020.

``Sou um torcedor agora. Tenho procurado dar total apoio ao elenco para que possamos comemorar o acesso para a primeira divisão. Seria histórico para todos´´, festejou.

O CRB volta a campo, pela 37ª e penúltima rodada da Série B na sexta-feira (22/11), às 19h15, no estádio Rei Pelé, em Maceió, para encarar o desesperado Figueirense. A equipe alagoana é a sétima colocada, com 54 pontos, e somente a vitória a deixa sonhando com o acesso. 



Crédito da imagem: Douglas Araújo / Divulgação / CRB

Goleiro Darley renova contrato e vibra por ficar mais dois anos no Botafogo-SP


De contrato renovado com o Botafogo-SP até o final de 2021, o goleiro Darley, de 29 anos, afirmou que vê o clube no caminho certo para atingir um patamar muito maior no futebol brasileiro.


O camisa 89 do popular Pantera foi um dos grandes destaques da equipe durante a reta final do Campeonato Paulista e na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

``Desde o início, deixei claro que meu desejo era permanecer. Vejo o clube com enorme possibilidade de crescimento e a diretoria está trabalhando para dar condição cada vez melhor. Nosso objetivo é colocar o Botafogo num patamar muito maior´´, disse o goleiro.

``Vejo que o Botafogo está se estruturando e se profissionalizando. O que o clube ofereceu foi cumprido. Tenho certeza que se continuar com esse trabalho as coisas vão acontecer. Nos dois próximos anos, espero contribuir e desenvolver o meu papel da melhor forma possível para colocar o Botafogo no lugar que ele merece´´, acrescentou.

Contratado em novembro do ano passado, Darley começou o Campeonato Paulista como reserva, mas ganhou a posição na nona rodada da competição e foi fundamental na recuperação do time no torneio. Ele manteve a boa fase, a regularidade e foi um dos grandes destaques durante a disputa da Série B do Brasileiro.

``O reconhecimento não tem preço que pague. Foi um ano de muito aprendizado. Assumi a condição de titular quando o time estava em          situação difícil da tabela no Paulista, mas conseguimos nos recuperar e permanecer na primeira divisão. No Brasileiro, consegui manter a regularidade. Quero agradecer também a força e o incentivo da nossa torcida´´, completou.

Darley começou a carreira nas categorias de base do Atlético-MG. Com 18 anos, o goleiro se transferiu para o Feyenoord (HOL), onde ficou entre 2008 e 2012, quando retornou ao Brasil. Ele ainda defendeu o Náutico, Criciúma, América-MG, Boa Esporte e Tombense —jogou por cinco anos.



Fonte e foto: Assessoria de imprensa do Botafogo

Sonhando com acesso, Paraná desafia tabu para vencer Criciúma, que luta para permanecer na Série B

Nesta terça-feira (19/11), o Paraná precisa vencer o desesperado Criciúma, fora de casa, para continuar sonhando com o acesso. O duelo de opostos acontece às 19h15, no estádio Heriberto Hülse, o Majestoso, no sul de Santa Catarina, pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, a segunda divisão nacional.

Restando apenas duas rodadas, a equipe paranista está seis pontos distantes da zona de acesso. O Tricolor da Vila ocupa o sétimo lugar, com 54 pontos, seis de desvantagem do Coritiba e do Atlético-GO, respectivamente,  terceiro e quarto colocados, com 60 pontos cada.

Do outro lado, o time catarinense aparece na antepenúltima posição, em 18º lugar, com 35 pontos, quatro atrás do Figueirense, primeiro fora do Z4. Em caso de derrota, o Tigre poderá será o primeiro rebaixado para a Série C, a Terceirona do Brasileirão.

Na rodada passada, Paraná e Criciúma jogaram fora de casa. A equipe paranista perdeu do Atlético-GO por 1 a 0, em Goiânia, enquanto o Tigre empatou com o campeão Bragantino por 1 a 1, em Bragança Paulista.

Retrospecto favorável

As duas agremiações já se enfrentaram 30 vezes ao longo da história, com histórico do confronto favorável a equipe paranista. São 13 vitórias do Paraná, contra dez do Tigre e mais sete empates. O time curitibano marcou 32 gols, e o Criciúma 29.

Tabu

O Paraná não vence o Criciúma no Heriberto Hülse há oito anos. A última vitória foi por 2 a 1, gols de Brinner e Cambará, pela 12ª rodada da Série B de 2011. Desde então, o Tricolor da Vila visitou o Tigre em mais quatro oportunidades, com três derrotas e um empate.

No primeiro turno da competição atual, eles empataram sem gols no estádio Durival Britto, na Vila Capanema, em Curitiba, pela 18ª rodada.





Foto: Luiz Carlos Éden - Sorocaba (SP)

Alex Reinaldo festeja participação no gol que garantiu título da Copa Paulista ao São Caetano


Inicialmente escolhido para ser alternativa no decorrer do jogo, o lateral direito Alex Reinaldo não decepcionou quando entrou em campo para enfrentar o XV de Piracicaba, no segundo e decisivo confronto da decisão da Copa Paulista. Afinal, o gol que garantiu o título até então inédito para o São Caetano saiu dos seus pés.


O relógio marcava 20 minutos do segundo tempo, quando o Azulão tinha escanteio ao seu favor pelo do lado esquerdo. Escolhido para fazer a cobrança, o lateral bateu na bola com efeito, o suficiente para que ela desviasse na defesa e entrasse em no fundo da rede.

Diante desse gol que teve papel decisivo pela conquista da Copa Paulista, Alex Reinaldo festejou o feito realizado e capaz de evidenciar ainda mais o seu nome na história do Azulão.  

``É algo maravilhoso. Escrevo o meu nome na história do clube e fico lisonjeado. Só tenho que agradecer, pois graças a Deus esta é a terceira temporada que estou aqui e o segundo título conquistado. Eu amo essa cidade e esse clube. É maravilhoso vestir essa camisa, ter torcida e família por perto. Não tem como descrever essa sensação´´, afirmou.



POSICIONAMENTO DIFERENTE

Quem acompanha aos jogos do São Caetano acostumou-se com Alex Reinaldo na lateral direita. Porém, com a presença de Lucas Mendes entre os titulares nos últimos jogos, ele jogou mais adiantado sempre que entrou em campo.

``Poucos sabem, mas iniciei no futebol como atacante. Nessas finais o Lucas foi o titular e jogou muito. Graças a Deus entrei mais adiantado e consegui render mais na linha da frente. Fui feliz e tenho apenas que agradecer´´, concluiu Alex Reinaldo.



Foto: Fabrício Cortinove / AD São Caetano

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Umbro lança a terceira camisa do Sport


Parceiro
 recente da Umbro, o Sport parece estar junto da marca há muito mais tempo. A sinergia com o tradicional clube do Nordeste é perceptível no novo uniforme rubro-negro, na cor preta, que remonta a década de 90, quando venceu sete títulos pernambucanos, e que é a identidade da nova campanha em comemoração aos seus 95 anos.

Além do destaque natural pela cor preta, que chama a atenção por sua sobriedade, o uniforme ganha brilho com os grafismos sublimados, que marcam a estética noventista do seu desenvolvimento. Esses grafismos desenham formas geométricas sequenciais tanto na parte da frente quanto na de trás do uniforme – proposta similar à das mangas, que trazem arte em embossing de leões por toda extensão.

O uniforme ganha valor também em seu tecido diferenciado, em especial nas costas, pouco maior que a parte da frente, para melhor ajuste, também ajudado por leve abertura lateral. Outro detalhe fica por conta da gola diferenciada em ribana, com detalhe e viés contrastante, com utilização da cor vermelha, presente também na manga.

Para reforçar o mote da campanha de 95 anos da Umbro, a fornecedora criou dois selos colocados na barra e na altura da nuca na camisa do Sport. O primeiro traz um símbolo estilizado que exalta o aniversário da marca, acompanhado de todos os seus logos históricos, enquanto o segundo mescla o diamante da Umbro com o ano de 2019 e seus 95 anos. Já o escudo do Leão da Ilha está em TPU com relevo termoaplicado, material utilizado para destacar o símbolo. 

O clube estreia o novo manto diante da Ponte Preta, pelo Campeonato Brasileiro, na quarta-feira, dia 20. Haverá também um jogo entre torcedores promovido pelo Sport para lançar a camisa. O início das vendas começa nesta terça-feira (19), com exclusividade de dois dias.

A nova camisa será comercializada na versão atleta pelo valor de R$ 279,90. Para as torcedoras do clube recifense, é possível adquirir o modelo feminino por R$ 189,90, enquanto para os pequenos torcedores o modelo infantil está disponível por
 R$ 179,90.

Campanha interativa

Como parte do seu projeto de celebração dos 95 anos a fornecedora de materiais esportivos lançou o Canal 95, onde os mantos são apresentados em primeira mão. Além disso, o torcedor  rubro-negro pode interagir ligando no telefone (81) 4042-1395, que aparece no final do vídeo, para receber um recado especial do ídolo e ex-jogador Chiquinho.

Para assistir ao vídeo de lançamento, basta entrar no canal da Umbro no YouTube (https://youtu.be/l14qFO6HOjg), ou então as redes sociais da marca, no Instagram, Facebook e Twitter.

domingo, 17 de novembro de 2019

Marcelo Vilar analisa caminho do São Caetano pelo título da Copa Paulista

Foram superados diversos obstáculos ao logo da campanha da Copa Paulista, mas o torcedor do São Caetano soltou o grito de campeão ao final do jogo contra o XV de Piracicaba. Apos vencer, fora de casa, por 3 a 2, o Azulão ficou no empate por 1 a 1, no estádio Anacleto Campanella, no último sábado (16/11), e faturou o caneco.

Animado com o trabalho realizado e que levou o São Caetano para a Série D do Brasileiro 2020, o técnico Marcelo Vilar, que assumiu o comando do time na terceira rodada da Copa Paulista, 
falou sobre os motivos que proporcionaram esta nova conquista.

``Já vim para São Caetano pensando em título. Um time de estrutura, de grandes glórias. Tivemos algumas mudanças durante o campeonato. O time se fortaleceu, se reforçou para as últimas fases. Em nenhum momento achamos que não teríamos condições. Claro que seria difícil, mas sempre pensamos em título´´, contou.

Marcelo Vilar realizou 24 jogos no comando do Azulão. Foram 15 vitórias, três derrotas e seis empates.

Ainda sobre a campanha na Copa Paulista, Marcelo Vilar enfatizou a satisfação de participar da reconstrução do São Caetano.

``Estou muito feliz de participar deste primeiro tijolo e colocar o São Caetano no lugar que merece. Juntos, comissão técnica, diretoria e torcida podem fazer com que os objetivos possam ser alcançados´´, concluiu o treinador.



Foto: Fabrício Cortinove / AD São Caetano

sábado, 16 de novembro de 2019

São Caetano é o campeão da Copa Paulista de 2019


O São Caetano é o campeão da Copa Paulista! Neste sábado (17/11), atuando no estádio Anacleto Campanella, na cidade de São Caetano do Sul, o Azulão empatou com o XV de Piracicaba por 1 a 1, faturou o caneco e ficou com a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro em 2020. No jogo de ida, o time do Grande ABC havia vencido por 3 a 2. O Nhô Quim ficou com a vaga na Copa do Brasil.

Por ter vencido o jogo de ida, o São Caetano, que podia empatar para ser campeão, abriu o placar com Alex Reinaldo, em golaço olímpico, aos 20 minutos do segundo tempo. O XV empatou com Gilberto Alemão, aos 45.

Após passar uma semana turbulenta, quando jogadores do São Caetano gravaram um vídeo pedindo para o patrocinador quitar as dívidas do elenco, que estava com salários atrasados, o assunto acabou sendo definido antes de a bola rolar.

Já o XV, de na última sexta-feira havia completado 106 anos de fundação, está perdendo o técnico Tarcísio Pugliesi. Ele será auxiliar-técnico de Tiago Nunes, que vai comandar o Corinthians na temporada de 2020.

As duas equipes, com elenco competitivo, vão disputar o Campeonato Paulista da Segunda Divisão (Série A2) em 2020. E, por estarem com a base pronta, já podem ser apontadas como favoritas para o acesso ao Paulistão de 2021.

A Vity TV, no sistema My Cujoo transmitiu a partida ao vivo pela FPF, com show de imagens, reportagens, bastidores e muitas informações. Narração de Eduardo Moreno, comentários de Luiz Ademar e reportagens de Rafael Esgrilis.

O JOGO
O confronto entre  São Caetano e XV se transformou em duelo tático interessante. O Azulão priorizou a valorização da posse de bola, com toques cadenciados e muitas tabelas e triangulações. O Nhô Quim optou pela velocidade pelos lados do campo, com Kadu Barone e Misael.

A melhor chance de gol no primeiro tempo foi do XV, em jogada de bola parada. Cássio Gabriel cobrou falta pelo lado direito, o zagueiro Gilberto Alemão acertou cabeçada na trave. No rebote, Kadu Barone mandou a bola para fora.

O São Caetano, que assustou em chutes de fora da área com Clayton e Karl, teve a melhor chance aos 39, em bela jogada individual de Clayton, que Jefferson Feijão quase marcou gol contra.

Na etapa final, a postura das equipes foi a mesma. Porém, Alex Reinaldo, que havia acabado de entrar na vaga de Anderson Rosa, fez lindo gol olímpico aos 20 minutos.

Sem perder tempo, o XV foi à luta e chegou a empatar aos 31, com Robertinho. Mas o bandeira Luiz Alberto Nogueira marcou equivocadamente impedimento.

Enquanto o São Caetano, que jogava pelo empate, aproveitou a vantagem no placar para fortalecer a defesa, principalmente após a entrada do zagueiro Sandoval na vaga do atacante Emerson Santos, o XV apostou em jogadores mais ofensivos, como o atacante Luizinho na vaga do lateral Peri.

De tanto martelar no ataque, o XV empatou com o zagueiro Gilberto Alemão, aos 45 minutos. Na comemoração, o atacante Macena e o goleiro Luiz Daniel trocaram cabeçadas e foram expulsos.

Por já ter feito três substituições, o São Caetano precisou colocar o volante Mazinho no gol. E o XV, até os 51 minutos, martelou pelo segundo gol, que levaria a decisão para as cobranças de pênaltis, mas não conseguiu.

FICHA TÉCNICA

SÃO CAETANO 1 X 1 XV DE PIRACICABA

Final - Jogo de volta
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Luiz Alberto Nogueira
Cartões amarelos: Karl, Lucas Mendes, Peri, Danilo Bueno, Gilberto Alemão e Cássio Gabriel
Vermelho: Luiz Daniel e Macena
Gols: Alex Reinaldo, aos 20, e Gilberto Alemão, aos 45 minutos do segundo tempo

SÃO CAETANO

Luiz Daniel; Lucas Mendes, Júnior Alves, Max e Bruno Recife; Mazinho, Karl e Clayton (Chumbinho); Jean Dias, Emerson Santos (Sandoval) e Anderson Rosa (Alex Reinaldo)
Técnico: Marcelo Villar

XV de PIRACICABA

Luiz Fernando; Jefferson Feijão, Paulão (Robertinho). Gilberto Alemão e Peri (Luizinho); Fraga, Simião (Danilo Bueno) e Cássio Gabriel; Kadu Barone, Macena e Misael
Técnico Tarcísio Pugliesi

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

São Caetano x XV de Piracicaba: vale título da Copa Paulista

Após vencer por 3 a 2 o primeiro jogo da final realizado no estádio Barão de Serra Negra, o São Caetano reencontra o XV de Piracicaba, neste sábado (16/11), às 17 horas, no estádio Anacleto Campanella, no último e decisivo confronto da Copa Paulista.

O empate garante o título ao São Caetano. Vitória do XV por um gol de diferença leva a decisão para as cobranças de pênaltis. Vencer por dois ou mais gols de diferença garante o caneco ao Nhô Quin. O campeão vai escolher vaga na Série D do Brasileiro ou na Copa do Brasil de 2020. O vice fica com a restante.

A decisão terá transmissão ao vivo pela FPFTV, no sistema My Cujoo, pela Vity TV. Narração de Eduardo Moreno, comentários de Luiz Ademar e reportagens de Rafael Esgrilis.


CAMINHO ATÉ A FINAL

Dono da melhor campanha no geral, o Azulão foi líder nas três primeiras fases da Copa Paulista, antes de superar o EC São Bernardo na semifinal. Ao todo foram disputadas 25 partidas, das quais o São Caetano obteve 15 vitórias, sete empates e apenas três derrotas.

``Jogo muito difícil. O XV é qualificado e experiente. Será grande jogo e precisamos jogar tudo o que sabemos para conseguir o nosso objetivo´´, afirmou o técnico Marcelo Vilar, do São Caetano, que emendou.

``Eu acredito que o XV terá a mesma postura apresentada em casa: time ofensivo e que cria várias oportunidades. Mas a nossa postura mudará. O São Caetano jogando em casa ganha confiança, busca mais o gol´´, explicou o treinador.

RETROSPECTO

São Caetano e XV de Piracicaba já se enfrentaram 13 vezes em jogos oficiais. São cinco vitórias para o Azulão, uma derrota e sete empates.

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Conrado comemora vitória do Figueirense sobre a Ponte Preta e fuga do Z4 na Série B

Aos poucos, nas últimas rodadas da Série B do Brasileiro, o Figueirense, comandado pelo técnico Pintado, vem se recuperando na competição e caminhando para escapar do rebaixamento. O princípio do alívio aconteceu na vitória por 3 a 1 em cima da Ponte Preta, na cidade de Campinas, na última terça-feira, pela 35ª rodada.

Animado com a recuperação do Figueira, que finalmente deixou a zona do rebaixamento,  o lateral esquerdo Conrado falou sobre a importância deste resultado.


``Foi uma vitória muito importante. Estávamos precisando de um triunfo como esse para recuperar a confiança da nossa torcida. O grupo está de parabéns, mas com os pés no chão. Um passo de cada vez. Saímos da zona do rebaixamento e isso vai nos dar confiança para as três últimas partidas´´, disse. 

Para Conrado, o elenco tem tudo para encerrar a Série B em alta.

``Estamos nos empenhando para que a equipe evolua. Vamos lutar muito para encerrar o ano com o Figueirense garantido na Série B´´, prometeu.

Faltando apenas três rodadas para encerrar a Série B, o Figueirense soma 38 pontos e está na 16ª colocação, a primeira fora da zona do rebaixamento.

O próximo desafio, pela 36ª rodada, a antepenúltima da Série B, será dentro de casa, diante do Cuiabá, no próximo domingo (17/11), às 18h30, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. 

Em vitória pela J-League, Gabriel Xavier ganha camisa de Iniesta


A última rodada da J-League foi muito especial para o meia Gabriel Xavier. Além da vitória do Nagoya Grampus sobre o Vissel Kobe por 3 a 0, o brasileiro ganhou um presente espetacular após o apito final.


Ídolo da torcida do Nagoya, Gabriel enfrentou o espanhol Iniesta, um dos grandes ídolos do futebol mundial. Depois da partida, o meia se encontrou com o jogador do Vissel Kobe e recebeu sua camisa de recordação.

``Foi um grande encontro. Iniesta é referência de jogador e ser humano dentro do futebol. Participou diretamente da equipe que revolucionou a maneira de jogar, já decidiu Copa do Mundo. Então, para mim, é algo que jamais sairá da minha cabeça. Poder enfrentá-lo e ganhar a camisa dele de presente realmente é inspirador. Conversamos um pouco e você vê a pessoa diferenciada que ele é´´, ressaltou Xavier.

No Nagoya desde 2017, quando foi eleito o melhor jogador do clube na temporada, Gabriel Xavier é uma das referências do Nagoya. Na atual temporada, o camisa 10 disputou 32 partidas, marcou três gols e deu seis assistências.




Foto: Divulgação 4ComM.


Perto do título pelo São Caetano, Marcelo Vilar avalia retorno ao futebol paulista e a importância de decidir em casa a Copa Paulista


Após passagens de destaque em âmbito nacional, o técnico Marcelo Vilar, ex-Ferroviário-CE, que já havia trabalhado no Palmeiras, retornou ao futebol paulista depois de 13 anos para comandar o São Caetano na Copa Paulista.


Novamente no principal centro futebolístico do Brasil, o comandante não decepcionou e conseguiu façanha importante ao levar, pela primeira vez, o São Caetano à decisão da Copa Paulista. E o melhor! O Azulão já tem vaga no calendário nacional em 2020. O campeão escolhe vaga na Série D do Brasileiro ou Copa do Brasil. O vice fica com a outra.

Diante do trabalho realizado no Anacleto Campanella, o comandante destacou os motivos que fizeram o Azulão disputar o título contra o XV de Piracicaba.

``O treinador de futebol vive de resultados. Você voltar na Copa Paulista e chegar na final é motivo de comemoração. Claro que não consegui nada sozinho. O empenho do grupo, apoio da direção e da comissão técnica fizeram com que chegássemos na decisão. Chegar na final é algo gratificante em termos profissionais´´, explicou.

Com a vantagem do empate ao seu favor por ter vencido por 3 a 2 o jogo de ida, em Piracicaba, o São Caetano realiza o segundo jogo da final da Copa Paulista neste sábado (16/11). De olho no confronto decisivo frente o Nhô Quim, Marcelo Vilar ressaltou a importância que atuar no Anacleto Campanella.


``O momento do São Caetano é de ressurgimento, de recomeço. É muito bom decidir dentro de casa. Contra o São Bernardo já tivemos mais torcedores no Anacleto. A gente acredita que mais gente virá nos apoiar e, assim, ser o nosso 12° jogador na busca do tão almejado título´´, desejou o treinador.

A partida decisiva entre Azulão e o clube de Piracicaba acontece neste sábado, às 17 horas, no estádio Anacleto Campanella, na cidade de São Caetano do Sul. A FPFTV, no sistema My Cujoo, transmiste o duelo paulista ao vivo para todo Brasil. Narração de Eduardo Moreno e comentários de Luiz Ademar.



Foto: Fabrício Cortinove / AD São Caetano

Renan Oliveira: de encostado no Botafogo-SP a campeão na Lituânia


O mundo do futebol é uma roda-gigante! Uns dias você está em baixa. Em outros você está na parte de cima. E o meia Renan Oliveira viveu essa situação na temporada de 2019. Tanto que após sucessivas lesões, e rendimento abaixo do esperado, ele foi encostado no elenco do Botafogo, de Ribeirão Preto, entre o Paulistão e a Série B. Mas se mandou para o outro lado do mundo e virou campeão e jogador decisivo.

Aos 29 ano e com passagens por grandes clubes brasileiros, Renan Oliveira topou se aventurar pela primeira vez fora do país: e foi anunciado no FK Suduva, um dos principais times da Lituânia. 
De lá para cá são apenas 14 jogos. Mas com 13 vitórias e um empate, sete gols e quatro assistências.

Renan Oliveira logo caiu nas graças do torcedor. Não à toa. Foi importante com gol e assistência na conquista da Copa da Lituânia e, recentemente, marcou de novo e ajudou o FK Suduva a levantar a taça do campeonato nacional.

``Está tudo acontecendo muito melhor do que eu imaginava. Aqui as coisas fluíram muito bem, estou confiante, me acolheram muito bem, o que é importante. Feliz por estar ajudando. Conquistamos a Copa e a meta era a conquista do título nacional. Foi sensacional. Comemoramos bastante´´, afirmou o camisa 8 do FK Suduva.


Renan Oliveira é só sorrisos com os títulos e seu momento dentro de campo. Sua aventura recente na Lituânia só não está perfeita. Pelo menos não ainda.

``É muito bom quando as coisas funcionam dentro de campo. Eu trabalho muito, me dedico muito, me privo de muita coisa. Tenho ainda 29 anos e vou buscar muito mais na minha carreira. Aqui está tudo ótimo. Falta apenas minha família, eles do meu lado, comemorando comigo. Mas em breve eles estarão aqui e tudo fica perfeito´´, finalizou o meia-atacante, com passagens por Atlético Mineiro, Goiás, Coritiba e outros.



Foto: Divulgação / AV


quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Douglas Baggio espera recuperação do Brasil de Pelotas na Série B

A situação do Brasil, de Pelotas, na Série B do Campeonato Brasileiro já não causa tanta aflição. Faltado apenas três rodadas para o encerramento da competição, a equipe ocupa a 12ª colocação, com 43 pontos. Já não consegue mais lutar pelo acesso, e dificilmente correrá risco de rebaixamento.

Após a derrota para o Coritiba, em casa, por 2 a 0, na última terça-feira (12/11), o elenco do Brasil de Pelotas já está focado nas últimas três rodadas. E o atacante Douglas Baggio falou sobre a perspetiva do grupo para essas próximas semanas.

``Vamos lutar muito para fazer bons jogos e nos recuperar na competição. Teremos jogo complicado diante do São Bento, que precisa vencer de qualquer jeito, e nós também para confirmarmos o Brasil na Série B´´, analisou.

Depois de ficar inúmeras rodadas em tratamento médico, Douglas Baggio, revelado nas categorias de base do Flamengo, deseja terminar 2019 com gols e boas atuações.

``Estou lutando para fazer boa reta final ao lado dos meus companheiros. Estou muito motivado para encerrar esse ano com gols e boas atuações com a camisa do Brasil´´, avisou.

Pela manutenção do CSA na Série A, João Carlos foca em duelo contra Fortaleza


O elenco do CSA sabe que a situação no Campeonato Brasileiro está cada vez mais difícil após a derrota, em casa, para o Vasco, por 3 a 0. Ocupando a 18ª colocação na tabela de classificação, com 29 pontos, seis a menos do que o Cruzeiro, o primeiro fora da zona do rebaixamento, o Azulão não pode mais perder nas últimas seis rodadas.

Em busca da volta por cima na reta final do Brasileirão, o goleiro João Carlos, um dos mais experientes do grupo do CSA, disse que os jogadores estão conversando bastante para melhorar o desempenho da a equipe e tentar impedir o rebaixamento para a Série B.


``Nosso grupo tem se dedicado para se manter na primeira divisão do Brasileiro. É possível e temos que acreditar até o fim. Vamos continuar com a mesma intensidade para conquistarmos esse objetivo. Todos aqui estão muito confiantes para as últimas rodadas, disse.


De acordo com o goleiro do CSA, a primeira decisão será no duelo nordestino contra o Fortaleza, neste sábado (16/11), às 21 horas, fora de casa.

``Vamos lutar para que a equipe faça  grande jogo diante do Fortaleza. Temos que conquistar o resultado fora de casa para ganharmos confiança visando a saída da zona do rebaixamento´´, afirmou.




Foto: Divulgação / CSA

Após renovar com o Fortaleza, Ederson busca permanência no Brasileirão 2020


O Fortaleza, do técnico Rogério Ceni, não está interessado somente em terminar bem a temporada de 2020. Além de lutar para se manter na Primeira Divisão do Brasileiro da próxima temporada, correndo por fora por uma vaga na Copa Sul-Americana, o Tricolor cearense já começa a traçar planos para o próximo ano.


Um dos pricipais jogadores setor ofensivo do Fortaleza, o atacante Ederson, ex-Vasco e Athletico, que se recuperou de lesão no joelho, renovou contrato com o Tricolor para a temporada 2020. Feliz com a notícia, o jogador destacou a importância desse novo vínculo.

``Desde a minha chegada ao Fortaleza senti que ficaria aqui por muito tempo. É um clube que aprendi a admirar muito por sua história e pelo seu torcedor, que é único. Renovar foi algo muito importante. Tenho certeza que 2020 será grande ano não para mim e para o clube´´, disse.

Animado, Ederson avisa que sua recuperação está praticamente encerrada.

``Intensifiquei muito o tratamento nos últimos meses e estou bem fisicamente. Trabalhei para me recuperar e retornar bem aos gramados. Agora é manter o foco para estar 100% o quanto antes. Vou batalhar para que isso seja possível´´, prometeu.



Foto: Divulgação / Fortaleza

Por titulo inédito da Copa Paulista, São Caetano defende tabu em casa diante do XV, que busca bicampeonato



São Caetano e XV de Piracicaba medirão forças neste sábado (16/11), às 17 horas, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, no Grande ABC paulista, pelo jogo de volta da final da Copa Paulista. A partida será transmitida ao vivo pela FPFTV, no sistema My Cujoo, com narração de Eduardo Moreno, comentários de Luiz Ademar e reportagens de Rafael Esgrilis.


No duelo de ida, com gols de Jean Dias, Júnior Alves e Max, o time do ABC venceu o Nhô Quim por 3 a 2, no Estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba. Cássio Gabriel fez os dois gols do XV.

Agora o São Caetano joga pelo empate para ser campeão. Já o XV precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para ficar com o caneco. Como não há vantagem por melhor campanha, a vitória quinzista por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Além da premiação em dinheiro e o troféu, o campeão decidirá qual competição nacional participará em 2020: Série D do Brasileiro ou Copa do Brasil. O vice ficará com a sobra.

Titulo inédito

Campeão Paulista em 2004, bicampeão da Série A2 (2000 e 2017) e da Série A3 (1991 e 1998), o São Caetano disputou seis edições da Copa Paulista e nunca conquistou o titulo.

Já o XV de Piracicaba, que conta 17 participações, busca o bicampeonato. O Nhô Quim foi o campeão da Copinha em 2016 ao superar a Ferroviária na final.

Retrospecto

No histórico do confronto, o Azulão leva ampla vantagem sobre o Alvinegro piracicabano. Em 13 duelos, foram cinco vitórias do São Caetano, contra uma do XV e sete empates.

Tabu

Além do retrospecto favorável, o São Caetano jamais perdeu para o Nhô Quim como mandante. Nas sete vezes em que recepcionou o XV no Anacleto, o Azulão conquistou quatro empates e três vitórias, com direito a duas goleadas aplicadas no ano 2000: por  6 a 1, pela Série A2 do estadual; e 5 a 0 pela Copa João Havelange.  

Na última vez em que os rivais se enfrentaram no ABC, com dois gols do atacante Carlão, o São Caetano venceu, de virada, o XV de Piracicaba por 2 a 1,jogo de ida das quartas de final da Copa Paulista de 2017. O zagueiro Rodrigo fez o gol piracicabano.






Fonte: Luiz Carlos Éden - Sorocaba (SP)

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Mostra ``Pelé Mil Gols´´ acontece no Museu do Futebol


Considerado o maior jogador de futebol do século 20, Pelé fez o Brasil inteiro parar na expectativa do seu gol de número 1000. E para adicionar drama à história, ele não veio na velocidade que se esperava de um goleador: foram vários dias de angústia a partir do gol 995, muitas partidas sem marcar e algumas festas canceladas em cidades que esperavam ter a honra de sediar o feito.

O milésimo gol acabou acontecendo de pênalti, no Maracanã, em partida contra o Vasco, em 19 de novembro de 1969. Para relembrar toda essa história, o Museu do Futebol, o Maracanã (Rio de Janeiro) e o Memorial das Conquistas do Santos (Santos/SP) realizam programações simultâneas a partir do dia 19/11.


No Museu do Futebol, a mostra "Pelé Mil Gols" ocupa a sala Osmar Santos, dedicada às exposições temporárias. A mostra fica em cartaz até 1º de dezembro. Instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Museu do Futebol fica sob as arquibancadas do Estádio do Pacaembu.

O público poderá conferir como a história foi contada pelos jornais das cidades onde ele jogou depois do gol nº 999, em vídeo inédito que reúne as manchetes e matérias da cobertura esportiva contando toda a trajetória do milésimo gol.

Uma seleção com 100 charges do artista JC Lobo será exibida em dois totens eletrônicos. JC Lobo registrou toda a carreira de Edson Arantes do Nascimento com seus desenhos de humor. Parte do material também estará em uma grande projeção no espaço expositivo. No local, o público também poderá ver uma reprodução da camisa do Santos que Pelé usava em 1969 quando fez o milésimo gol, produzida pela marca Atleta com o mesmo material e peso da camisa da época.

Na Sala Jogo de Corpo, a série de documentários "Memórias do Milésimo", produzida este ano pela ESPN Brasil, será exibida durante o período da exposição.

No dia 19/11, às 19h, o Museu do Futebol sedia o lançamento de tiragem comemorativa do livro "As Jóias do Rei Pelé", do jornalista Celso de Campos Jr. Além de sessão de autógrafos com o autor, haverá bate-papo com o autor e o jornalista Alberto Helena Jr.

Publicado originalmente em 2013, o livro conta a história do maior jogador de futebol da história a partir de 100 peças acumuladas ao longo de sua carreira – um tesouro que engloba tanto itens profissionais quanto pessoais, como o rádio de Dondinho e a famosa caixa de engraxate de Pelé.


Também durante o período da exposição, as visitas educativas ao Museu e ao Estádio do Pacaembu terão um roteiro temático dedicado à presença de Pelé no acervo do Museu. As visitas acontecerão nos dias 23, 24 e 30/11 e 1º/12.

Maracanã

Além das charges de JC Lobo, o Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, fará um tour especial com foco nos 1000 gols de Pelé. Também vai exibir as principais camisas utilizadas pelo jogador ao longo da carreira. A estação Gol 1000, onde consta hoje a peça da calçada da fama, a bola e rede do milésimo gol, terá o layout revisado e ganhará novos objetos: o ingresso do jogo do gol 1000, cedido pelo colecionador e jornalista Marcelo Monteiro, e o livro de ouro assinado por Pelé. A programação também inclui um vídeo do gol 1000 será exibido na sala de aquecimento, que faz parte do trajeto do tour do Maracanã.

Memorial das Conquistas do Santos

Os originais do trabalho de JC Lobo serão exibidos no Memorial das Conquistas na exposição "Charges do Rei", com abertura no dia 19/11, às 11 horas.

Às 16 horas, haverá o lançamento da réplica da camisa 10 do Santos Futebol Clube utilizada na partida do milésimo Gol. O Memorial promoverá em conjunto com a marca Athleta o lançamento oficial de uma camisa retrô. Às 19 horas, as ações comemorativas serão encerradas com a inauguração de um painel especialmente criado para revestir a porta do túnel do acesso ao gramado, no interior do vestiário.

O painel retrata através do olhar das crianças o momento do milésimo gol, com a ilustração da Vila Belmiro e do Maracanã, sendo que a imagem do Pelé simulará o movimento da cobrança de pênalti quando a porta do túnel for aberta. O painel é obra de João Santos, artista plástico, ilustrador editorial e designer gráfico.


Sobre o Museu do Futebol

O Museu do Futebol está instalado em uma área de 6,9 mil metros quadrados sob as arquibancadas do Estádio do Pacaembu. É um espaço interativo, lúdico e multimídia, no qual a história do esporte mais popular do Brasil se confunde com a própria história do país.

O Museu do Futebol é uma iniciativa do Governo e da Prefeitura de São Paulo, com concepção e realização da Fundação Roberto Marinho. Pertence à rede de museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e é gerido pelo IDBrasil, Organização Social de Cultura. 

Museu do Futebol

Praça Charles Miller, s/nº São Paulo, SP

Terça a domingo, 9h às 17h (visitação até as 18h)

R$ 20 | Meia entrada: R$ 10 | Entrada gratuita para crianças até 6 anos

Combo família (a partir de 4 pessoas) R$ 15 | Meia entrada R$ 7,50

Grupos (acima de 10 pessoas) R$ 15 | Meia entrada R$ 7,50

* Horários diferenciados de funcionamento em dias de jogos no Estádio do Pacaembu. Consulte o site museudofutebol.org.br.

* Estacionamento com Zona Azul (R$ 5 válido por 3h). Mais informações no site da Companhia de Engenharia de Tráfego – CET cetsp.com.br

Zagueiros e artilheiros do São Caetano em Piracicaba, Junior Alves e Max analisam primeiro jogo da final da Copa Paulista


O São Caetano conseguiu importante resultado no primeiro jogo da final da Copa Paulista. Mesmo jogando fora de casa, no estádio 
Barão de Serra Negra, o Azulão venceu o XV de Piracicaba por 3 a 2, no último sábado (9/11), e deu grande passo para conquistar o inédito título.

Autor do segundo gol do Azulão em Piracicaba, o zagueiro Junior Alves analisou os motivos que proporcionaram o resultado positivo.

``Excelente partida. O nosso primeiro tempo foi perfeito. Já no segundo sofremos o empate, mas, mesmo assim, buscamos a vitória. O jogo foi decidido no detalhe. Tivemos tranquilidade e conseguimos um gol no final que irá nos ajudar muito dentro de casa´´, concluiu o zagueiro.

Quem também festejou o resultado no Barão de Serra Negra foi Max. O zagueiro fez gols nos acréscimos do segundo tempo e ressaltou a importância de sair na frente na disputa do título.

``Feliz pelo gol e pela vantagem que levamos para casa. Estamos contentes com a pequena vantagem que conseguimos"´´, festejou.


DECISÃO


A segunda partida da final da Copa Paulista acontece neste sábado (16), às 17 horas, no estádio Anacleto Campanella. A partida será transmitida ao vivo, para todo Brasil, pela FPFTV, com narração de Eduardo Moreno e comentários de Luiz Ademar.

De olho na decisão, Max ressaltou como o torcedor pode ajudar o São Caetano no confronto que definirá o campeão da Copa Paulista.


``Em São Caetano contamos com a nossa torcida para encher o Anacleto Campanella. Que seja o nosso 12° jogador, pois vamos fazer de tudo para levantar esse troféu´´, afirmou o capitão do Azulão.

Com a vitória no duelo de ida, o São Caetano poderá ser campeão se empatar o jogo de volta. O XV precisa vencer por dois gols de diferença para ser campeão. Se vencer por um gol a decisão vai para os pênaltis.


Foto: Fabrício Cortinove / AD São Caetano

Willian Farias destaca grande ano do Sport e quer o acesso em Ribeirão Preto


Contratado há algumas semanas, quando trocou o São Paulo pelo Sport, volante Willian Farias, está animado com a possibilidade de levar o clube pernambucano à Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira (13/11), às 21h30, na partida diante do Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão, na abertura da 35ª rodada da Série B.

Para garantir o acesso ao Brasileirão 2020, sem depender do resultado de ninguém, basta ao Sport vencer o Botafogo, fora de casa.

``Nós estamos bem próximos de conquistar o acesso, mas bem tranquilos em relação a isso. Vamos continuar com os pés no chão, sem ansiedade, para conquistarmos esse objetivo, que será muito importante para o clube, que merece estar na primeira divisão´´, disse o volante.



Sem muitas oportunidades no São Paulo, Willian Farias aceitou o desafio de jogar a Série B. Por conhecer bem a força do elenco e, principalmente, da torcida do Sport, ele estava prevendo sucesso no clube. E para coroar o trabalho o objetivo é derrotar 
o Botafogo.

``Jogar contra o Botafogo, na casa deles, é sempre muito complicado. Vamos procurar fazer grande jogo para sairmos de lá com triunfo e, quem sabe, com o acesso garantido para a Série A´´, analisou.



Foto: Divulgação / Sport

Mesmo sabendo que São Bento está em situação desesperadora na ZR da Série B, Juliano segue otimista


Depois de fazer sucesso com a camisa do do Caxias, o volante Juliano acertou com o São Bento para o restante da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas, faltando apenas quatro rodadas para o encerramento da competição, a situação do clube de Sorocaba segue desesperadora na luta contra o rebaixamento para a Série C.

Ocupando a 20ª e última colocação na tabela de classificação da Série B, com apenas 30 pontos, contra 35 do Londrina, o primeiro fora da zona do rebaixamento, o São Bento não pode mais perder. Porém, não basta somar os 12 pontos. É preciso contar ainda com cominações de resultados.

``Estamos trabalhando para que a equipe encerre sua participação na Série B do Brasileiro com vitória. O grupo sabe a importância de fazer boa sequência para somar o mais número de pontos possíveis. Vamos lutar muito para que isso seja possível´´, afirmou.



Juliano sabe que a tarefa não é nada fácil. Mas o grupo do São Bento tem como único objetivo manter o time na Série B em 2020.

``Sabemos das dificuldades que vamos enfrentar nas próximas rodadas, mas ainda temos chances de manter o clube na Série B. Temos que acreditar até o fim nisso´´, anunciou o volante.



Foto: Divulgação / São Bento

Zé Love assina com Brasiliense-DF e está pronto para novo desafio em sua carreira


Com passagens pelo Palmeiras, Santos, Vitória, Goiás e Coritiba, o atacante Zé Love acertou com o Brasiliense-DF para as temporadas 2020 e 2021. Além do campeonato estadual, a equipe vai disputar a Copa do Brasil e a Série D do Brasileiro no próximo ano.

Feliz com o projeto apresentado pelo Brasiliense, Zé Love, que também defendeu o Figueirense e o Sport, falou sobre suas expectativas.


``Estou muito feliz com o esforço que o clube fez para me contratar e vou recompensar com muita dedicação em campo, boas atuações e gols. Vou lutar muito para que as próximas temporadas sejam especiais. Chegarei muito motivado para fazer grande trabalho com a camisa do Brasiliense"”, disse.


Animado com a chegada ao novo clube, Zé Love foi logo avisando que o seu grande objetivo é conquistar títulos em Brasília.

``Vou lutar para ajudar o Brasiliense nesta evolução. Não faltará dedicação e entrega da minha parte para que possamos conquistar títulos nos próximos anos´´, prometeu.



Foto: Divulgação / Brasiliense

domingo, 10 de novembro de 2019

Ricardo Catalá segue no comando do Mirassol no Paulistão 2020


Após brilhante campanha na Copa Paulista, onde chegou às semifinais, a diretoria do Mirassol anunciou que o técnico Ricardo Catalá permanecerá no comando do clube para a temporada 2020. Em seu primeiro trabalho no Leão, ele 
disputou 24 jogos, com 11 vitórias, oito empates e cinco derrotas.

``O sentimento é de felicidade por tudo o que estamos construindo dentro do clube e pela oportunidade de dar continuidade, mas minha figura é apenas o rosto deste trabalho, que é realizado por todos os colaboradores, comissão técnica, direção e atletas´´, diz o técnico.

Com 37 anos, esse será o segundo Paulistão de Catalá, que fez o primeiro pelo Red Bull Brasil. O treinador reconhece a importância da competição e se sente feliz em disputa-lo novamente.

``A palavra que define a sensação de estar em mais um Paulistão é felicidade. Disputar o estadual mais importante do país é uma grata oportunidade de demonstrar a todos que acompanham o clube do que somos capazes de realizar´´, festeja Catalá.

Para o Paulistão, Ricardo Catalá terá ajuda e tanto quando se fala de Mirassol, o novo coordenador técnico Ivan Baitello, que assume o cargo após dois anos como superintende de futebol. 

``Vejo, na figura dele, o futuro de muitas ações positivas dentro do clube. Será ele o responsável pela coordenação técnica de todo o futebol do Mirassol, e isso vai do profissional até o futebol formativo. Mais uma vez o clube demonstra que segue crescendo e organizando os processos que envolvem a difícil tarefa de fazer futebol de maneira séria no Brasil´´, elogia o treinador.

O início da preparação do Leão para a disputa do Campeonato Paulista 2020 começa ainda no mês de novembro. A equipe ainda não tem data definida para estreia.




Foto: assessoria de imprensa do Mirassol

Wesley, do Aston Villa, comemora primeira convocação para a Seleção Brasileira


Neste domingo (10/11), o Aston Villa entrou em campo para jogar o clássico contra o Wolverhampton e acabou derrotado, por 2 a 1, pela 12ª rodada da Premier League (Campeonato Inglês). Apesar do resultado negativo, o final de semana está sendo mais do que especial para o centroavante Wesley. Recém-chegado à Inglaterra, o camisa 9 dos Villas foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira e disputará os amistosos contra Argentina e Coreia do Sul, nos dias 15 e 19 deste mês, na Arábia Saudita e em Abu Dhabi, respectivamente.


``É um momento muito especial e não tenho palavras para descrever a minha felicidade. Passei por muitas dificuldades até chegar à Premier League e jamais esquecerei das pessoas que me ajudaram desde o início da carreira. Agradeço a todos que sempre acreditaram no meu futebol e aos clubes que confiaram em mim. Apesar de estar extremamente feliz e orgulhoso, sei que preciso manter o foco e seguir trabalhando cada vez com mais dedicação. No futebol, as coisas mudam de forma muito rápida e você não pode relaxar em nenhum momento´´, afirmou.

Chamado para substituir o atacante David Neres, do Ajax, que só deve voltar a jogar em 2020, Wesley terá a importante missão de representar o Brasil contra a rival Argentina.

``A minha primeira convocação já é exatamente contra a Argentina e isso torna a situação ainda mais especial. Acredito que todo jogador tem alguns sonhos e comigo não é diferente. Sempre sonhei em defender o Brasil e terei a possibilidade de realiza-lo, ainda mais num clássico. Em toda a minha carreira, sempre mantive os pés no chão e agora não será diferente. Me dedicarei ao máximo para provar que tenho condições de contribuir para a seleção´´, finalizou.


Em sua primeira temporada na Inglaterra, Wesley jogou 12 partidas oficiais pelo Aston Villa, marcou quatro gols e deu uma assistência. O camisa 9, aliás, é o brasileiro com mais bolas na rede na atual edição do campeonato Inglês.

Carreira

Wesley Moraes tem uma daquelas clássicas histórias de jogadores que deixam o seu país natal ainda bastante jovens para seguir carreira no exterior. O mineiro, de Juiz de Fora, atuou por pouco tempo profissionalmente no Brasil e, desde cedo, brilha na Europa.


O atacante começou aos seis anos no futsal e chegou a ter rápidas passagens por Cruzeiro e Atlético-MG até ir para o Itabuna, onde assinou o seu primeiro contrato profissional, com apenas 17 anos. Com boa sequência e atuações de destaque na segunda divisão do campeonato estadual, o jovem atleta rapidamente atraiu a atenção dos clubes europeus.

Sua primeira parada no Velho Continente foi na base do Atlético de Madrid, onde ficou por seis meses. Nesse período, se destacou e marcou dois gols na campanha do vice-campeonato da equipe sub-17 no Torneio Internacional de Basauri, que contou com outras fortes equipes, como o Real Madrid, a Juventus e o campeão Toulouse. Em seguida, foi para o Nancy, da França, e permaneceu três meses no clube.

A boa impressão causada em todos as equipes por onde passou rendeu a Wesley Moraes o seu primeiro contrato profissional na Europa. Em 2015, quando tinha 18 anos, assinou com o Trenčín, da Eslováquia. E o sucesso foi imediato, sendo fundamental nas conquistas da Liga e da Copa nacional.

Em praticamente sete meses, o brasileiro atuou 23 vezes pelo Trenčín, deu cinco assistências e marcou 11 gols, incluindo os seus dois primeiros em uma Champions League, na vitória sobre o Steaua Bucareste, por 3 a 2, resultado que quase levou o time eslovaco a se classificar, pela primeira vez na história, para a fase de grupos do torneio continental (havia perdido o jogo de ida por 2 a 0).

Títulos, prêmios individuais e idolatria na Bélgica
O bom desempenho no Trenčín chamou a atenção do Club Brugge, da Bélgica, que comprou o brasileiro no fim de janeiro de 2016. Centroavante de referência, alto, forte e com um chute potente, Wesley Moraes rapidamente virou ídolo dos azuis-negros.

Em três anos e meio no Club Brugge, o jogador disputou 130 partidas, balançou as redes 38 vezes, deu 14 assistências e conquistou quatro títulos: Campeonato Belga (2015/16 e 2017/18) e Supercopa da Bélgica (2016 e 2018).

Suas grandes atuações, inclusive, lhe renderam nesse período duas importantes premiações individuais. Foi eleito o melhor jovem da temporada 2017/18 e a maior promessa do futebol belga de 2018.

O sucesso de Wesley Moraes no Club Brugge foi tão grande que levou o técnico da seleção da Bélgica, Roberto Martínez, a fazer uma carta de recomendação indicando o atleta para a organização da Premier League. O destino do cobiçado jogador acabou sendo o Aston Villa, um dos clubes mais tradicionais da Inglaterra e que já foi campeão da Champions League na temporada 1981/82 (quando o torneio ainda tinha o nome de Copa dos Campeões).

Os Villans resolveram abrir os cofres e desembolsaram a maior quantia em transação ao longo dos seus 144 anos de história para trazer Wesley Moraes, o primeiro brasileiro a assinar contrato com o clube, por 22 milhões de libras (R$ 105 milhões). Até então, a contratação mais cara da história do time era a de Darren Bent junto ao Sunderland, em 2011, por 18 milhões de libras.

América-MG encara Cuiabá, fora de casa, pensando no G4 da Série B

Após vencer o Londrina por 1 a 0, fora de casa, no último sábado (9/11), o América-MG voltou a sonhar com o acesso ao Brasileirão 2020. O Coelho chegou aos 52 pontos, na quinta colocação, com dois ponto a menos que Coritiba e Atlético-GO, que estão na terceira e quartas colocações, respectivamente, dentro do G4.

Sem perder tempo, o América-MG já volta a campo nesta segunda-feira (11), na abertura da 35ª rodada da Série B. E jogará novamente fora de casa, diante do Cuiabá, o oitavo colocado, com 50 pontos, que também sonha com o acesso. O confronto está marcado para as 22 horas (horário de Brasília), na Arena Pantanal, na capital do Mato Grosso.



O lateral Leandro Silva destacou a importância do triunfo em Londrina e destaca que o grupo está focado para somar mais três pontos, o que recolocaria a equipe no G4.

``A gente vinha de tropeço para o Paraná, em Belo Horizonte, e precisava vencer de qualquer maneira em Londrina. O time fez grande jogo e o resultado foi de grande importância, não apenas pelos três pontos, mas porque devolveu a confiança ao grupo. Na segunda-feira, mesmo jogando fora de casa e respeitando o Cuiabá, vamos lutar durante os 90 minutos por mais uma vitória, o que pode ser decisivo para manter o América no caminho para retornar à Série A´´, afirmou o lateral.

Mazola Júnior cai no Londrina! São 27 trocas em comissões técnicas em 34 rodadas da Série B

O Londrina está de pernas para o ar na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro e correndo sério risco de rebaixamento. Tanto que o técnico Mazola Júnior, após a derrota para o América-MG por 1 a 0, no último sábado (9/11), em casa, foi demitido.

Apesar de ainda estar fora da degola, ocupando a 16ª colocação, com os mesmos 35 pontos do Figueirense, o 17º colocado, 
o Londrina, o popular Tubarão, está à beira do caos após declarações desastrosas do gestor Sérgio Malucelli, que chamou seus jogadores de porcaria e dispensou vários deles neste returno da Série B.

A saída de Mazola Júnior, após nove partidas no Londrina, com duas vitórias, um empate e seis derrotas, é a quinta no clube na atual temporada. O clube começou o ano comandado por Alemão, que veio do Sub 19. Depois retornou Roberto Fonseca, que durou pouco: uma partida e saiu por divergir do gestor. Alemão retornou ao cargo e caiu logo depois.

Cláudio Tencati retornou ao Londrina para tentar colocar ordem na casa. Mas, após oito partidas, ele também foi demitido para a chegada de Mazola Júnor, que também durou pouco.

Silvinho, que comanda o Sub 19 do Londrina, o líder do Paranaense, assume o profissional até o final do ano. E a torcida espera que a sexta troca no comando do clube evite o rebaixamento para a Série C.

O Londrina volta a campo nesta terça-feira (12), fora de casa, para encarar o também desesperado Criciúma. E, em caso de derrota, pode acabar entrando na zona do rebaixamento.

DANÇA DOS TÉCNICOS NA SÉRIE B

1 AMÉRICA-MG:
Givanildo Oliveira caciu e chegou Maurício Barbiéri
2 LONDRINA: Roberto Fonseca caiu e chegou Alemão
3 VITÓRIA: Cláudio Tencati caiu e chegou Osmar Loss
4 GUARANI: Vinícius Eutrópio caiu e chegou Roberto Fonseca
5 BRASIL: Rogério Zimmermann caiu e chegou Bolivar
6 VILA NOVA: Eduardo Baptista caiu e chegou Marcelo Cabo
7 AMÉRICA-MG: Maurício Barbiéri caiu e chegou Felipe Conceição
8 FIGUEIRENSE: Hemerson Maria saiu e chegou Vinícius Eutrópio
9 VITÓRIA: Osmar Loss caiu e chegou Carlos Amadeu
10 CRICIÚMA: Gilson Kleina caiu e chegou Waguinho Dias
11 BOTAFOGO: Roberto Cavalo caiu e chegou Hemerson Maria
12 GUARANI: Roberto Fonseca caiu e chegou Thiago Carpini
13 LONDRINA: Alemão caiu e chegou Cláudio Tencati
14 PONTE PRETA: Jorginho caiu e chegou Gilson Kleina
15 SÃO BENTO: Doriva caiu e chegou Milton Mendes
16 FIGUEIRENSE: Vinícius Eutrópio caiu e chegou Márcio Coelho
17 VITÓRIA: Carlos Amadeu caiu e chegou Geninho
18 CORITIBA: Umberto Louzer caiu e chegou Jorginho
19 CRICIÚMA: Waguinho Dias caiu e chegou Roberto Cavalo
20 LONDRINA: Cláudio Tencati caiu e chegou Mazola Júnior
21 CRB: Marcelo Chamusca caiu e chegou Marcelo Cabo
22 CUIABÁ: Itamar Schulle caiu e chegou Marcelo Chamusca
23 VILA NOVA: Marcelo Cabo caiu e chegou Itamar Schulle
24 ATLÉTICO-GO: Wagner Lopes caiu e chegou Eduardo Barroca
25 FIGUEIRENSE: Márcio Coelho saiu e chegou Pintado
26 SÃO BENTO: Milton Mendes saiu e chegou Marcelo Cordeiro
27  LONDRINA: Mazola Júnior caiu e chegou Silvinho