segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Bragantino contrata o técnico Márcio Araújo

O Bragantino já tem treinador para a sequência do Paulistão 2015. Após a saída de Marco Aurélio Moreira, que entregou o cargo depois da derrota para o Botafogo, em Ribeirão Preto (SP), a diretoria correu atrás e acertou com Márcio Araújo, ex-treinador de equipes como Palmeiras, Bahia, Atlético Mineiro, Coritiba e, recentemente, São Caetano. O novo treinador inicia os trabalhos na terça-feira (24/2) pela manhã no Nabizão.

Com 54 anos, Márcio Araújo chega com a missão de classificar o Bragantino para a segunda fase da competição, já que está a apenas três pontos do segundo colocado.

``Fomos pegos de surpresa com a decisão do Marco Aurélio. Até tentamos convencê-lo do contrário, mas ele queria mesmo sair e dar lugar para que outro pudesse mexer com a equipe. Imediatamente corremos atrás de alguns nomes e hoje conseguimos fechar com o Márcio Araújo. Ele é experiente, com passagens por vários clubes grandes do futebol brasileiro e vai os ajudar nesta caminhada´´, falou o diretor de futebol Marco Eberlin.

Márcio Longo Araújo é paulista de São José do Rio Preto, tem 54 anos e começou a carreira de treinador no Palmeiras em 1997, quando teve Telê Santana ao seu lado, aliás, o último trabalho de Telê. Por dois anos comandou o Verdão até sair para acertar com o Paraná Clube, onde também ficou por dois anos.

Do meio de 1999 até o meio de 2000, Márcio comandou o Coritiba. Daí para frente assumiu o Atlético-MG e sagrou-se campeão estadual. Na sequência transferiu-se para o Rio Claro e ficou até 2002. Em 2003, seu destino foi o Guaratinguetá, marcando sua primeira passagem pelo clube do Vale do Paraíba. Nos anos 2004 e 2005, comandou o Goiás e fez grande trabalho, mas se desligou para acertar com o Coritiba ainda em 2005.

Em 2007, Márcio Araújo passou por três clubes: Rio Claro, Guaratinguetá, onde conquistou o título de Campeão do Interior, e o Goiás. Em 2008, dirigiu o Barueri, mas saiu ao término da temporada para dirigir o Figueirense no início de 2009. Depois trabalhou no Sertãozinho e, em 2010, voltou para o Bahia e levou a equipe de volta à elite do futebol brasileiro.

Nos anos 2011 e 2012, ele comandou o São Caetano até ter alguns problemas particulares e parar com o futebol, recusando algumas propostas para voltar a trabalhar. Agora, com tudo resolvido, assume o Bragantino para a sequência do Paulistão 2015.







Fonte: assessoria de imprensa do Bragantino

2 comentários: